Blog Tudo e Todas

5 motivos para assistir a novela Sila, Prisioneira do Amor

Entretenimento por: em: 30/05/2016 | 14:00

Ok, eu sei que nem todo mundo gosta de novela. E concordo que, se baseado em muitas novelas brasileiras, realmente não tem como gostar mesmo, pois é sempre o mesmo enredo, as mesmas personalidades e os mesmos acontecimentos. Agora, já pensou em inovar e assistir uma novela da Turquia? Já aviso: é completamente diferente de tudo que você já viu.

Um exemplo disso é 'Sila, Prisioneira do Amor', a qual é transmitida na Band, de segunda à sábado, às 20h30min. Confesso que comecei a assistir como quem não quer nada, porque a chamada principal - "uma mulher vendida pela família, sequestrada de volta e forçada a se casar" - me pegou de jeito.

Resumidamente, Sila, a personagem principal, foi vendida, quando pequena, por sua família biológica, a qual precisava do dinheiro para sustentar seus irmãos. Porém, comprada por uma família muito rica de Istambul, ela cresce sem saber o que aconteceu, até o momento em que seus pais biológicos reaparecem e a levam de volta a sua cidade natal, onde a forçam a se casar com Boran, o qual é algo como um rei do local, que manda em tudo e em todos. Depois disso, tudo é história. E imperdível! Por isso, listo cinco motivos para você começar a assistir à 'Sila' agorinha mesmo! Olha só:

1- Igualdade de direitos (feminismo):

Na novela, há um 'clã', formado completamente por homens, que lideram os acontecimentos da região. Mulheres não têm voz. Mulheres jamais poderão ser ouvidas. Mulheres são apenas donas de casa, que cuidam dos filhos, fazem a comida e satisfazem o marido. Porém tudo muda quando Sila, que foi criada na cidade grande e respeitada desde sempre, passa a lutar pelos direitos das mulheres, insistindo na mudança dos costumes do clã, modificando a cultura local e transformando tudo e todos. Não sem muita luta, é claro.

2- Violência contra mulheres:

A novela tem muito disso. Mulheres obrigadas a casarem-se com homens que nunca viram, forçadas a viverem uma vida que nunca desejaram, intimidadas a agradarem seus maridos e agredidas por não seguirem as regras conforme o 'clã'. "Homem manda, mulhere obdece". É assim que funciona na novela Sila. Ou funcionava...

3- Região onde se passa a trama:

Midyat, uma das cidades da província de Mardin, é onde se passa a novela. Situada ao Sudeste da Turquia e considerada o lar do terrorismo, por fazer fronteira com a Síria e o Iraque, a Mardin ganha bastante destaque na trama, pois é lá que a Sila nasceu e foi forçada a casar, além de ser lá, também, que Boran é considerado um 'rei'. Na novela, é possível ver uma geografia completamente diferente da que conhecemos e estamos habituados. Vale muito à pena!

4- Crenças e costumes locais:

Sila foi obrigada a casar. Mas ela não é a única. Na verdade, os irmãos mais velhos são responsáveis por negociarem (sim, é um negócio) os casamentos de suas irmãs mais novas, os quais devem trazer benefício à família. Além disso, as roupas são diferentes, a interação dos personagens é diferente, o lugar é diferente e até mesmo as casas e os carros são diferentes! Por vezes, as crenças podem parecer absurdar para nós, mas é aí que está toda a beleza da trama!

5- O ator principal (porque também sou humana, né? heheh):

Depois dessa foto, ainda precisa de outro motivo para assistir à novela? Ok, eu digo: Boran, na verdade, chama-se Mehmet Akif Alakurt (que eu não faço ideia de como se pronuncia), tem 36 anos e é considerado um dos homens mais bonitos da Turquia, além de fazer parte do padrão do país e preferência nacional entre as mulheres. Além de ator, Mehmet foi modelo e garoto propaganda de marcas famosas, como Lacoste. Ele também ganhou o título de Príncipe Turco. 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais