Blog Tudo e Todas

Práticas simples para evitar o desperdício de alimentos

Comportamento por: Taiane Kussler em: 10/02/2019 | 19:00

Você já parou para pensar que existem tantas pessoas passando fome e ao mesmo tempo, tanta comida sendo desperdiçada por aí? O Brasil é quarto maior produtor de alimentos do mundo, produz 25,7% a mais do que necessita para alimentar a sua população. Mas dessa produção, 64% (26 milhões de toneladas) é desperdiçado. A perda de alimentos começa desde a produção e se estende ao pós-colheita e processamento. Porém, muitos dos casos, ocorrem dentro de casa, através de hábitos que passam despercebidos e que já fazem parte da rotina. Seja por normas e padrões elevados de qualidade, falta de planejamento para as compras, não utilização integral do alimento, datas de validade expiradas entre outros motivos. Esta prática faz com que muitos alimentos não recebam o destino correto e na maioria dos casos, sejam jogados no lixo.

Mudança de hábito

O resultado de uma pesquisa sobre hábitos de consumo e desperdício de alimentos, do projeto Diálogos Setoriais União Europeia - Brasil, liderado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) com apoio da Fundação Getulio Vargas (FGV), apontou a quantidade de alimento desperdiçado pelo brasileiro por dia. Hoje, no Brasil, a média de alimentos desperdiçados por domicílio é de 353 gramas por dia. Individualmente a média é de 114 gramas por dia.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), quase 55% dos alimentos desperdiçados em todo o mundo são frutas e vegetais. Estão na lista: bananas, maçãs, tomates, alface, pimentões, peras e uvas. De acordo com nutricionista do Programa Mesa Brasil, do Sesc, Juliette Carvalho, hábitos simples podem contribuir na diminuição de alimentos desperdiçados e mudar este cenário. Evitar exageros no momento das compras, reaproveitar os alimentos no preparo de alguns pratos, acondicioná-los da maneira correta são algumas das orientações. 

 

Foto: Pexels / Tudo&TodasPlanejar as compras para evitar exageros é o primeiro passo
Planejar as compras evita o consumismo e o desperdício de alimentos

 

As frutas e legumes 'feios', que geralmente são rejeitados contém vitaminas, minerais e outras propriedades, este ato já é um exemplo de desperdício. 

Conservação adequada é o primeiro passo

Para que os alimentos durem mais, é importante ficar atento ao armazenamento correto e às técnicas de conservação. "As frutas, verduras e legumes, se forem higienizados e secos antes de serem armazenados na geladeira, em geral duram cinco dias. Com exceção das frutas tropicais, como banana e abacate, que, se forem para a geladeira, vão escurecer", salienta.

Um alface que no mercado está murcho, podemos comprar e fazer uma hidratação assim que chegar em casa: desfolhe o alface e coloque numa bacia com bastante água, deixe por 20 minutos. As folhas vão se hidratar e ficar crocantes de novo, recomenda.

Juliette também orienta que, as sobras de alimentos preparados podem ir logo para a geladeira, mesmo quentes, porém em recipiente descoberto. "Não se esqueça de tampar depois que esfriar", afirma.
Outra dica é organizar a geladeira semanalmente, deixando à vista os alimentos que precisam ser consumidos primeiros e as sobras, pois geralmente elas ficam esquecidas no fundo do refrigerador e acabam estragando.

Todos os alimentos não devem ser consumidos fora do prazo de validade, pois pode acontecer o crescimento de bactérias patogênicas. Os alimentos mais perigosos são leite, embutidos, carnes, maionese."

Veja o que é preciso fazer para fazer com que os alimentos durem mais:

- Não deixe alimentos cozidos por mais de duas horas em temperatura ambiente.

- Refrigere rapidamente os alimentos cozidos e os perecíveis, preferencialmente abaixo de 5° C.

- Mantenha os alimentos cozidos quentes (acima de 60° C) até o momento de ser servidos.

- Não armazene alimentos durante muito tempo. O prazo máximo de consumo do alimento preparado deve ser de 5 (cinco) dias, mesmo que conservado sob refrigeração.

- Não descongele alimentos em temperatura ambiente. O descongelamento deve ser efetuado em condições de refrigeração, em temperatura inferior a 5ºC ou em forno de microondas, quando o alimento for submetido imediatamente ao cozimento.

Conheça a técnica do branqueamento

O ato de congelar faz com que os alimentos durem por mais tempo, porque a água presente neles se transforma em gelo, dificultando muito o crescimento de bactérias e diminuindo as reações químicas. Porém, antes de congelar, Juliette indica que se faça a técnica de branqueamento de alimentos. " O branqueamento serve para preservar o valor nutricional dos alimentos, a coloração e o sabor, podendo deixar os alimentos congelados até 3 meses", salienta.

A técnica consiste em cozinhar os vegetais por pouco tempo em água fervente e, em seguida, resfriá-los numa tigela de água gelada. Este processo também pode ser utilizado com as frutas mais firmes, como a maçã e a pera. As demais, se tiverem estragandas, é indicado fazer a higienização e congelar para ser usadas em sucos, batidas ou smoothie.

 

 

Foto: Pexels / Tudo&TodasTécnica de branqueamento é bastante utilizada na conservação de vegetais
Técnica de branqueamento é bastante utilizada na conservação de vegetais

 

Passo a passo: 

Antes de mais nada, você deve lavar bem os legumes. Corte em pedaços pequenos e, em seguida coloque-os em uma panela com água fervente. 

Espere até a água voltar a ferver, retire o alimento e coloque-o em uma vasilha com água gelada e gelo, por 2 minutos.

Em seguida, retire o alimento da água gelada, escorra a água e coloque pouca quantidade do alimento em sacos plásticos próprios para culinária, retirando o excesso de ar.
É importante colocar uma etiqueta com a data do dia do congelamento. Os alimentos podem durar até 3 meses no congelador ou freezer.

O tempo de fervura para cada alimento para fazer o branqueamento é variável.

- 1 minuto: vagem, milho em espiga, espinafre, mandioquinha, nabo, pimentão.
- 2 minutos: abobrinha, batata-doce, berinjela, beterraba, abóbora, batata.
- 3 minutos: aipo, cenoura, couve-flor, salsão, brócolis, batata baroa.
- 4 minutos: couve-de-bruxelas e cenoura.

Reaproveitamento: receitas simples evitam o desperdício

Foto: Pexels / Tudo&TodasSobras de comida podem ser reaproveitadas em pratos do dia a dia ( veja a lista abaixo)
Sobras de comida podem ser reaproveitadas em pratos do dia a dia ( veja a lista abaixo)

De acordo com Juliette, os alimentos que sobram podem ser reutilizados nas refeições,no preparo de receitas saborosas e fáceis de fazer. Já em outros casos, os alimentos podem doados através de programas, assim como, o Mesa Brasil do Sesc, que arrecada estes alimentos e encaminha à instituições sociais cadastradas.

Veja abaixo algumas sugestões da profissional e saiba como aproveitar essas sobras de comida:

- Arroz - canja, arroz de forno, bolinho de arroz, engrossar uma sopa, pizza

- Feijão - tutu, sopa, bolo

- Carne - omelete, croquetes, bolinhos, recheio de tortas e pastéis, farofa

- Frango - salpicão, risoto, salada caesar, recheio de tortas e panquecas, patês

- Legumes e verduras - bolinhos, sopas, recheios de tortas e quiches, panqueca

- Peixe - iscas, bolinhos, saladas

- Frutas - bolo, compota, sucos, geleias, smoothie

- Pães - pudim, pizza, torradas, farinha de rosca, bruschetta, canapés

***

Quer saber mais? Então, aprenda a fazer algumas receitas práticas com a 'sobra' de alimento, do Programa Mesa Brasil, do Sesc Rio Grande do Sul.

CUPCAKE DE MAÇÃ COM CASCA

Ingredientes

- 1 xícara de farinha de trigo
- 1 xícara de açúcar
- ½ xícara de margarina derretida
- 2 maçãs
- 2 colheres de canela em pó
- 1 colher de fermento químico em pó
- 1 ovo
- Forminhas de papel para cupcakes. Forminhas de alumínio ou forma de cupcakes

Modo de preparo

Descasque as maçãs e reserve as cascas. No liquidificador, coloque a margarina derretida, o ovo, as cascas das maçãs e o açúcar, bata tudo.
Pique as maçãs em cubos.

Em uma bacia, acrescente a mistura do liquidificador e as maçãs em cubos, vá aos poucos acrescentando a farinha de trigo, por último acrescente o fermento em pó, mexendo até misturar bem.
Coloque as forminhas de papel posicionadas sobre as formas de alumínio e preencha com a massa até a metade da forminha.

Misture a canela e o açúcar e polvilhe por cima da massa nas forminhas. Leve ao forno pré-aquecido por 25 minutos a 180°
 

BOLO NEGA MALUCA DE FEIJÃO

Ingredientes

Massa

- 1 xícara de feijão preto
- 3 ovos
- 1/2 xícara de óleo de soja
- 2 xícaras de açúcar
- ½ xícara de chocolate em pó
- 3 xícaras de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) rasa de fermento químico
- 1 xícara de água
Cobertura
- 5 colheres (sopa) de leite integral
- 5 colheres (sopa) cheias de chocolate em pó
- 4 colheres (sopa) cheias de açúcar
- 3 colheres (sopa) cheias de margarina
- Granulado de chocolate (opcional)

Preparo

Massa
Cozinhe o feijão, espere esfriar o liquidifique. Bata as claras em neve e reserve. Bata as gemas com açúcar e adicione o óleo de soja. Acrescente o feijão e a farinha de trigo e, aos poucos, a água. Quando chegar a uma massa homogênea, acrescente o fermento em pó e, suavemente, às claras em neve. Unte a forma e polvilhe com farinha. Despeje a massa e leve ao forno.
Cobertura
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até dar ponto de calda grossa. Espalhe sobre a massa e polvilhe com granulado.

 PIZZA DE ARROZ

 Ingredientes:

- Leite desnatado: 1 xícara (chá)

- Ovos: 2 unidade

- Queijo ralado: 2 colheres de sopa

- Arroz cozido com pouco sal: 2 xícaras (chá)

- Fermento em pó: 1 colher de sopa


Bata no liquidificador o leite, os ovos e o queijo ralado. Em seguida, acrescente aos poucos o arroz e continue batendo até formar um creme. Acrescente o fermento. Coloque a massa em forma para pizza e leve para assar. Depois de assada, pincele molho de tomate, coloque o queijo, o tomate em rodelas e o orégano. Leve ao forno para derreter o queijo.

 

 

 

 

 



Siga o Tudo & Todas nas redes sociais