Blog Tudo e Todas

Conheça a história de Carla Maia, a representante do Brasil no primeiro concurso Miss Mundo Cadeirante

RespeitAme por: Taiane Kussler em: 15/09/2017 | 15:30

A partir de agora, a brasiliense Carla Maia se prepara para mais um desafio, dentre muitos outros que já fizeram parte de sua vida. A cadeirante está na final do concurso de beleza internacional Miss Mundo Cadeirante (Miss Wheelchair World), e antes de participar já se destaca por ser a primeira mulher brasileira a concorrer nesta categoria. O primeiro evento mundial do miss cadeirante vai reunir 24 mulheres e acontece no dia 7 de outubro, na Polônia.

A finalista do concurso Miss Mundo é uma mulher preparada para vencer qualquer obstáculo e tira de letra quando o assunto é competição. Com um currículo que serve de exemplo, Carla esbanja determinação e coragem ao carregar a medalha de prata. A brasiliense atua como jornalista na Empresa Brasil de Comunicação e é paratleta de tênis de mesa, oito vezes campeã brasileira de tênis de mesa da classe dois ~ uma maneira de mostrar para o mundo que quando se quer conquistar algo, não há limites ~. 

 

Foto: Divulgação / Tudo & TodasAtravés do concurso mundial, Carla Maia quer mudar a visão da  mulher com deficiência
Através do concurso mundial, Carla Maia quer mudar a visão da mulher com deficiência

Estou me redescobrindo denovo, nunca atuei como modelo e sempre estive voltada para o atletismo e jornalismo

História de vida

Com 17 anos, Carla Maia teve um sangramento espontâneo na medula cervical e consequentemente, perdeu vários movimentos nos membros. A brasiliense foi diagnosticada com tetraplegia, uma doença que impede a movimentação dos dedos das mãos e das pernas. Desta forma, ela teve que se adaptar com a cadeira de rodas, que passou a fazer parte da sua rotina de forma permanente.

Viver com limitações foi algo muito difícil de reconhecer, durante o período de adaptação, a jovem passou por muitos desafios. A dor psicológica em consequência da situação, fez com ela perdesse a feminilidade e a vaidade, pensamento que foi se tranformando com o decorrer do tempo. 


Viver com limitações é bem complexo e difícil, mas também traz experiências desafiadoras e prazerosas.

Ao mudar o jeito de ver as coisas, Carla passou a correr atrás dos seus objetivos pessoais e passou a viver uma outra realidade. Assim que mudou de concepção, formou-se me jornalismo com o objetivo de trabalhar em televisão. Depois de muitas desilusões ao ingressar na carreira profissional, a jovem viu através do esporte uma oportunidade de superação. 

Como o nível da lesão era muito alto, eu não possuía movimento nos membros, então prendia as raquetes nas mãos para jogar tênis de mesa

Assim que encarou esta experiência esportiva, a atleta foi contratada pela TV Brasil, emissora que acreditou no seu potencial. Atualmente, ela atua no Repórter Brasil e o Repórter DF .

 

Como votar para a representante brasileira?

O concurso acontece no dia 7 de outubro, sendo que, a primeira seleção acontece com o voto popular. São 24 mulheres de 20 países diferentes que concorrem ao título de Miss Mundo Cadeirante, sendo que Carla Maia irá representar o Brasil pela primeira vez no evento de beleza. Para ela, a finalidade não é apenas divulgar a beleza da mulher brasileira como um todo mas, mudar paradigmas, preconceitos e a visão da mulher com deficiência. 

Em entrevista a EBC, a candidata ressaltou que, muitas mulheres que sofrem com estas limitações acreditam que a vida fica sem sentido diante desta situação. Ao participar do concurso, Carla quer resgatar este sentimento ao salientar que as mulheres devem encarar este problema, quebrar o preconceito da imagem que possuem consigo mesmas e vencer este desafio.

Para votar é preciso acessar a página  http://misswheelchairworld.com ou no faceboock @acarlamaia até o dia 6 de outubro. A votação é gratuíta e pode ser realizada até uma vez ao dia. 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais