Blog Tudo e Todas

Depois dos 40: saiba qual é a relação da falta de sono com os problemas de saúde

Saúde por: Taiane Kussler em: 04/11/2017 | 19:00

Em meio a uma rotina agitada, excesso de tarefas a cumprir e uma lista imensa de compromissos a lembrar nem mesmo na hora do sono as pessoas conseguem desligar o pensamento. De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos, pelo Centro Nacional de Estatísticas de Saúde, a insônia tende a atingir em maioria as mulheres acima dos 40 anos, que costumam passar por estes problemas de falta de sono.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasVários fatores estão relacionados a falta de sono entre as mulheres
Vários fatores estão relacionados a falta de sono entre as mulheres

***

De acordo com as informações, uma em cada três mulheres com idades que variam de 40 a 59 anos dorme, dormem menos de sete horas por dia, isso sem falar naquelas ( 19,4%) que relataram dificuldades em adormecer em quatro ou mais noites por semana. Estes dados são preocupantes porque a má-qualidade do sono pode trazer sérios problemas para a saúde. 

Além de não cumprir a quantidade de horas de sono recomendada pelos especialistas, há também aquelas  mulheres que enfrentam problemas para descansar profundamente após adormecerem. Segundo a pesquisa, um quarto das entrevistadas (26,7%) revelaram que, em quatro ou mais noites na semana, enfrentam dificuldade em continuar dormindo após adormecer, e 48,9% disseram que não acordam se sentindo descansadas em pelo menos quatro dias por semana.

Por que o sono não vem?

O problema com a falta de sono pode estar relacionada há inúmeros fatores entre eles: ansiedade, estresse, dificuldades respiratórias, obesidade, sedentarismo, uso excessivo de aparelhos eletrônicos antes de dormir ou mesmo a ingestão de alimentos de difícil digestão ou de cafeína poucas horas antes de se deitar ~ este último vai depender de cada organismo ~ . 

O que significa a higiene do sono?

Já que a qualidade do sono tem forte ligação com o funcionamento do organismo, é preciso estar atento a alguns costumes diários  para reverter este problema. Por isso, a higiene do sono é tão importante para a saúde física e mental. A principal dica dos especialistas é fazer o possível para dormir de sete a oito horas por dia, controlar o peso, manter uma alimentação rica e variada e praticar exercícios físicos regulares. Para aplicar os métodos da higiene do sono é aconselhável  não comer alimentos muito pesados no jantar ou fazer lanches gordurosos de noite, evitar hábitos nocivos à saúde como o tabagismo e ingerir muita cafeína são dicas-chave para dormir melhor.

Qual é a relação da má-qualidade do sono com os problemas de saúde?

De acordo com os dados da pesquisa, de que mulheres acima dos 40 anos estão mais propícias a dormirem mal também está relacionada ao período de menopausa e excesso de calor à noite. Estes sintomas, característicos desta fase, podem gerar problemas de doenças cardíacas. 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais