Blog Tudo e Todas

Dia Mundial da Dança: bailarina venâncio-airense revela as sensações e a magia do ballet

Comportamento por: Taiane Kussler em: 19/04/2018 | 16:00

Um simples movimento de passo de dança pode despertar sentimentos e emoções, não apenas para quem assiste, mas também para quem pratica ao sentir todas as sensações físicas e psicológicas do poder dos movimentos. Para homenagear as manifestações artísticas e culturais, o dia 29 de abril é considerado o Dia Mundial da Dança. Se alguns a consideram uma atividade ou hobby, para outros, a dança pode ter um significado ainda maior. A frequência de movimentos pode trazer um encontro com o interior, de uma forma mais íntima e mágica, ao despertar outros sentimentos de paz, tranquilidade e energias positivas.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasApresentação da coreografia
Apresentação da coreografia 'Arrastão', em 2016, na Sociedade Olímpica de Venâncio Aires (Sova).

***

Para a bailarina, Bianca Almeida Wenzel, 19 anos, a dança é repleta de significados e pode trazer transformações. Desde os 5 anos, ela pratica ballet e ficou envolvida com a dança já na infância, e a primeira experiência despertou a paixão pela modalidade que, no decorrer do tempo, foi aumentando ainda mais.

Atualmente, ela pratica ballet e clip dance, mas já teve a oportunidade de praticar outros ritmos musicais. Bianca já fez aulas de sapateado e de danças tradicionalistas, na época em que estava no ensino fundamental, porém não se identificou o bastante com os demais ritmos, assim como com o ballet.

Considero o ballet algo mágico. Não é apenas um hobby, eu tive um crescimento pessoal muito grande e continuo tendo, pela dedicação que a modalidade exige e pela convivência com pessoas criativas. A dança me faz muito bem'

A dança tem o poder de captar e transmitir traços particulares de diferentes culturas através dos tempos. Existem diversos estilos de dança diferentes, cada um com a sua própria personalidade. Por isso, o 'Dia Mundial da Dança' busca o resgate da valorização dessas identidades distintas.

A dança é uma forma de expressar o que queremos passar para o público, ou de forma mais íntima, quando estamos dançando para nós mesmos, uma maneira de expressar o que estamos sentindo, danço para me sentir bem'

Além dos ensaios e dedicação constante, Bianca já teve a oportunidade de participar de apresentações artísticas, e pode demonstrar aos outros, a energia que a dança proporciona ao sentir a sensação de subir no palco.

Além de ter sido uma experiência mágica, a dançarina encontrou outros pontos positivos que os fizeram crescer como pessoa e artista. Segundo ela, o maior desafio é a concentração com a coreografia e a capacidade de interpretação, ao encarar os personagens e envolver o público espectador.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasEspetáculo Alice no País das Maravilhas, no qual eu era a rainha de copas. Foi em dezembro 2015 na Sociedade de Leituras
Espetáculo Alice no País das Maravilhas, no qual Bianca interpretou a personagem da 'rainha de copas, em 2015, no Clube Sociedade de Leituras

 A apresentação que mais me fez crescer, seja em responsabilidade ou como artista, foi o espetáculo 'Cats', em 2012, quando fui a personagem principal: 'a gata grisabella'. E além desse, quando dançamos o 'Arrastão' no espetáculo de Vinicius de Moraes, em 2016, que passei a ter um melhor entendimento técnico do ballet'.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasEspetáculo Cats, dezembro de 2012, sociedade de leituras
Espetáculo Cats, em 2012, no Clube Sociedade de Leituras

***

Mas, as descobertas através das manifestações artísticas, não param por aí. A dançarina também já participou de vários concursos no estado, entre eles, o 'Dançartte' em Lajeado, do Sul em Dança, em São leopoldo; e Bento em Dança, em Bento Gonçalves. No decorrer deste ano, ela pretende participar de outros festivais.

A dança também estimula a prática da criatividade. Durante as férias, Bianca e o dançarino Júnior Vian, tiveram a iniciativa de gravar um vídeo ao interpretar a música 'Que tiro foi esse'. Confira o que rolou com a dupla.

Benefícios da dança

A partir desse ano, Bianca passou a trabalhar como instrutora de ballet, no estúdio Développé. Uma atividade inovadora e prazerosa, que possibilita o aprendizado constante.

É muito interessante acompanhar o desenvolvimento dos pequenos bailarinos, pois ajudo em turmas de três, cinco e oito anos, em cada turma há novas descobertas, mas o importante é que sempre há diferença, seja de uma apresentação para a outra ou mesmo entre as aulas os bailarinos se aperfeiçoam. E poder vê-los e lembrar que já passei por isso é encantador'.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasBianca nos ensaios do Developé Estúdio de Dança
Bianca nos ensaios do Developé Estúdio de Dança

Segundo a dançarina, o ballet traz vários benefícios para a saúde física e mental. Ela afirma que para dançar, é preciso ter muita força muscular e flexibilidade. Porém, o mais importante é a coordenação motora e consciência corporal, que é desenvolvido desde o baby class. Neste caso, há um desenvolvimento maior da musculatura das pernas e abdômen.

A flexibilidade é algo que sempre estamos em busca para melhorar. Para os meninos também exige força dos braços para os portes (passo em que o bailarino ergue a bailarina).

De acordo com Bianca, a consciência corporal é necessária para que a execução dos movimentos seja 'limpa', para passar leveza por mais que o movimento possa ser difícil de executar. 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais