Blog Tudo e Todas

Estudantes do IFSul de Venâncio se classificam para Festival Mundial de Teatro

RespeitAme por: Ana Carolina Becker em: 05/09/2018 | 19:00

Com o objetivo de criar questionamentos e proporcionar desabafos, um grupo de estudantes do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) campus Venâncio Aires, desenvolveu a peça teatral Fêmea: alvo de caça, inspirada nos desafios vivenciados pelas mulheres. Foi com essa temática que o grupo Lua tornou-se um dos três grupos brasileiros classificados para o Festival Internacional de Teatro Adolescente  Vamos que Venimos, em Buenos Aires, na Argentina, de 9 a 15 de outubro.

A vontade de desenvolver um trabalho que debate sobre a pressão social, dificuldades de aceitação diante dos padrões de beleza estabelecidos pela sociedade e o assédio sofrido pelas mulheres diariamente, foi a motivação para os estudantes do ensino médio do IFSul inscreverem a peça no festival de Buenos Aires e levarem esse assunto para além de Venâncio Aires. A primeira apresentação dos estudantes Gabriela Huyer, Stefana Baumgarten, Luíza Santana, Natália Gerlach e Abrão Drago Braga ocorreu em março, no Dia da Mulher e, desde então, trabalham para criar cada vez mais esse debate entre adolescentes, mulheres, meninos e homens.

Conseguimos com a arte mostrar coisas da realidade e fazer com que as pessoas se identifiquem', relatam os alunos

Fêmea: alvo de caça

 

Foto: Juliana Bencke / Tudo & TodasPeça teatral cria reflexão e debate sobre papel das mulheres na sociedade
Peça teatral cria reflexão e debate sobre papel das mulheres na sociedade

 

A peça é dividida em três fragmentos e finalizada com debate. Conforme os estudantes, ao final de cada apresentação é possível ver o impacto causado e o quanto as pessoas se emocionam em estar vendo no palco situações que enfrentam diariamente.

'Já finalizamos o teatro com pessoas chorando na plateia', afirmam

É isso que faz o grupo ter certeza de que está criando uma discussão contundente e que conseguirão levar esse debate adiante. 'Esse assunto é uma teia, não é uma luta apenas minha, é de todos nós', destaca Stefana. Para o professor de Teatro do grupo, Marcio Rodrigues, esse debate surgiu de forma espontânea e 'tudo isso tem a ver com a insatisfação com a sociedade', complementa.

O grupo já realizou apresentações para estudantes do IFSul e participou da I Semana dos Núcleos promovida pela instituição,e da Feira do Livro e vai marcar presença na VII Mostra Venâncio-airense de Cultura e Inovação (Movaci) em setembro. 

Vamos que Venimos

Essa é a 10ª edição do Festival Internacional de Teatro Adolescente e pela segunda vez um grupo de Venâncio Aires é selecionado. A primeira foi em 2017 com o grupo Sol Brasileiro, também formado por alunos do IFSul.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais