Blog Tudo e Todas

Europa: os encantos históricos e culturais de Praga

Viagem por: Camila Becker em: 17/04/2018 | 19:00

Ahoj! Escrevo hoje sobre Praga, a cidade que me encantou desde a primeira vez que vi e que me impressiona dia após dia com suas ruas históricas e sua arquitetura grandiosa. Nos mudamos pra cá há cerca de dois meses e desde então sigo encantada e sempre descobrindo coisas novas sobre esta cidade, sua cultura e história.

Com pouco mais de 1,3 milhão de habitantes, Praga é a capital da República Tcheca - país que surgiu após a separação da Eslováquia, com o fim do comunismo, no começo dos anos 90. Tem uma localização privilegiada no centro da Europa e está bem conectada com os países vizinhos, o que faz dela um dos destinos mais visitados do continente.

Foto: Arquivo pessoal / Tudo & TodasPonte Gótica
Ponte Gótica 'Charles Bridge'

***

Por ser a cidade mais importante da região da Boêmia, não é difícil relacionar o lugar com a cerveja, chamada de pão líquido por aqui. Pivo é uma palavra que todo turista aprende. Significa cerveja. E no país com um dos maiores consumos por pessoa, ela é mais barata do que água e é servida em canecas de 500ml. Nada menos que 165 litros da bebida por pessoa são consumidos, em média, em um ano. E foi na cidade de Pilsen, na República Tcheca que surgiu este tipo de cerveja. Por isso algumas das melhores marcas são Tchecas e produzidas em Praga. Nomes como Kozel Gold, Pilsner Urquell e Gambrinus estão entre as principais.

Existem até Spas de cerveja aqui em Praga onde pode-se relaxar em uma hidromassagem de lúpulo, malte e levedura e desfrutar de cerveja a vontade por até 2 horas.

Além da ingestão homérica de cerveja por seus habitantes, Praga e também famosa por seus prédios históricos. O país conta com mais de 2000 castelos e fortalezas medievais incluindo alguns dos mais antigos do mundo. Sua arquitetura rebuscada nos faz perder mais do que alguns segundos olhando para cada detalhe.

Os arcos e abóbadas medievais, os ornamentos coloridos, as estátuas barrocas e os edifícios assimétricos quase dançantes fazem desta, uma das mais lindas cidades de toda a Europa.

Foto: Arquivo pessoal / Tudo & TodasVista para o
Vista para o 'Castelo de Praga'

***

É incrível andar pelas estreitas ruas medievais e seus charmosos cafés onde costumava ser ponto de encontro de celebridades do século 20 como Albert Einstein e o escritor Franz Kafka. E ainda que não se tenha lido 'O castelo' ou 'O Processo', ambos de Kafka, dá pra sentir o quão Kafkiana a cidade é. O escritor morou na Rua do Ouro, um célebre endereço dentro do Castelo da cidade. O nome se deve ao fato de que, na Idade Média, muitos alquimistas, que buscavam a 'fórmula do ouro' para o rei, moravam por ali. Esta rua é extremamente turística e parece saída de um conto de fadas. Lá funcionam museus que falam de seus livros, outros sobre vestimentas de batalha e objetos de torturas medievais.

O relógio astronômico mais antigo do mundo, com mais de 500 anos de história, é atração obrigatória e todos os dias, visitantes se aglomeram para apreciar o 'espetáculo da hora cheia'. Além das horas, ele marca os dias e meses do ano, as fases da lua, o movimento dos planetas e os signos do zodíaco.

Foto: Arquivo pessoal / Tudo & TodasUm pouco de Praga, vista de cima
Um pouco de Praga, vista de cima

Como a República Tcheca é um país de cultura eslava, o calor humano não é assim tão comum e muitas vezes os serviços e atendimentos no geral não são feitos de forma muito cortês ou simpática. Eles dificilmente sorriem ao fazer um atendimento e são extremamente formais. Mas é importante entender que esta é a forma que eles encaram a vida tendo em vista toda a opressão que a ocupação Soviética Comunista trouxe. Nem mesmo o consumo de Coca-Cola era permitido na época, fazendo com que criassem sua própria versão chamada de Kofola. Esta bebida pode ser encontrada para venda até hoje e seu gosto lembra o que seria a mistura de Cola-Cola com ervas.

Mas as coisas estão mudando, a economia tcheca é uma das que mais cresce na Europa. As pessoas têm mais dinheiro para gastar e o desemprego é o mais baixo em todo o continente, apenas 3%. Estas últimas com certeza são algumas das razões que nos fizeram mudar para cá, mas confesso que agora temos muito mais razões que nos fazem ficar.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais