Blog Tudo e Todas

Garotas ao mar: conheça o Elasurf, projeto que une mulheres interessadas a aprender a surfar

Comportamento por: Ana Flávia Hantt em: 28/01/2018 | 20:00

O surf é um esporte completo e dinâmico, que permite desafiar as ondas do mar e aumentar o contato com a natureza, mas por algum motivo, ainda não vemos tantas garotas com a prancha em baixo do braço.

Foto: Arquivo Pessoal / Tudo & TodasAulas individuais e eventos são organizados pelo Elasurf
Aulas individuais e eventos são organizados pelo Elasurf

Essa realidade, no entanto, tem tudo para mudar. Por meio do Elasurf, um grupo de jovens tem colocado mulheres em contato com escolas de surf, além de promover experiências envolvendo o esporte e outras práticas.

A venâncio-airense Giuliane Giovanaz é uma das fundadoras, e explica que a ideia nasceu de um Startup Wekeend Women realizado em Florianópolis, em outubro de 2017. Durante as atividades do evento, uma das participantes deu a ideia de fazer um projeto relacionando ao surf feminino, já que ela própria sentia uma vulnerabilidade em relação a cultura machista que ainda predomina em tantas áreas, inclusive no surf.

Ela queria reunir meninas para surfar juntas, desenvolvendo um app para dar carona e compartilhar equipamento.

Giuliane explica, no entanto, que quando o grupo formado por Alessandra Bressan, Diana Sposito, Jéssica Lehmkuhl e Ramon Giovanaz, além dela própria, saiu para validar a ideia, percebeu que o maior entrave para as mulheres caírem na água era a falta de instrução, e consequentemente, a companhia.

Pesquisando um pouco mais, entendemos que teríamos que desenvolver uma ferramenta que conecta as interessadas com mulheres ou escolas capacitadas para instruir de forma segura. Queríamos uma plataforma estilo iFood, onde as escolas pudessem ofertar o serviço e as mulheres contratassem as aulas por lá mesmo."

Como o grupo ainda não possui recursos para desenvolver essa parte do projeto, desenvolveram um site, no qual fazem conexões manualmente.

Em resumo, o Elasurf consiste em uma plataforma que facilita a conexão entre mulheres que desejam aprender ou dar continuidade à prática de surf com pessoas capacitadas que possam instruir, seja escola ou instrutora individual. 

Em três meses, mais de 40 mulheres caíram na água por meio da plataforma.

Foto: Arquivo Pessoal / Tudo & TodasGiuliane Giovanaz (esquerda) é uma das fundadoras do Elasurf
Giuliane Giovanaz (esquerda) é uma das fundadoras do Elasurf

Neste ano, o grupo também está proporcionando vivências com surf. Há alguns dias, por exemplo, tiveram uma manhã de yoga, surf e companhia feminina.

São experiências que prometem acolher as mulheres, proporcionando uma ponte para o autoconhecimento e a prática do surf de forma mais leve, tranquila, natural e sem medos. Assim, a nossa comunidade se fortalece com a conexão de todas, possibilitando o contato com o esporte, com confiança e, acima de tudo, parceria."

Atualmente, o grupo tem realizado eventos gratuitos para apresentar a Elasurf, ganhar credibilidade, e despertar o interesse das mulheres. Também planejam formalizar a empresa, e para isso, estão criando estratégias, como cadastrar-se em um site de vaquinha online.

Para o fim de fevereiro, mais um evento está no calendário: estão organizando o primeiro evento com roda de conversa, com a participação de Jacqueline Silva, campeã de surf mundial, música e sorteio de brindes.

> Para conhecer mais sobre o projeto, visite o blog do Elasurf clicando aqui

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais