Blog Tudo e Todas

Hipnose pode ser a terapia alternativa para questões de saúde

Comportamento por: Jaqueline Caríssimi em: 18/07/2018 | 16:10

O anúncio nas páginas do Painel Médico no jornal Folha do Mate desperta a curiosidade sobre uma técnica antiga, existente já no século 1500 a.C., que passa a fazer parte do conjunto de terapias alternativas oferecidas no Brasil pelo Sistema Único de Saúde (SUS): a hipnoterapia.


A hipnose ocorre quando a consciência entra em um estado alterado, diferente das formas comuns de vigília e de sono. Nesta situação, a pessoa torna-se sugestionável. A palavra vem do grego hipnos, que significa sono, somado ao latim osis, que denota ação ou processo, indicando assim um sono induzido, concepção criada pelo médico e pesquisador inglês James Braid. Posteriormente foi constatado que esta ideia era um equívoco, mas o nome já estava consolidado, tanto no domínio científico, quanto na esfera popular. 'O paciente não dorme durante a terapia. A hipnoterapia se utiliza de técnicas, em níveis de relaxamento ampliando a memória para buscar o que está registrado na mente, no subconsciente', explica o hipnólogo Deoclécio da Silva, 42.


Natural de Venâncio Aires, residente em Canoas, é graduado em Gestão de Processos Gerenciais pela Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). Depois de atuar 17 anos na função de chefe de equipe de uma empresa de segurança de carro forte, há três anos buscou na hipnose um novo caminho profissional. Especializado em Psicologia Organizacional, em Programação Neurolinguistica pelo Instituto Rogério Castilho, de São Paulo também é certificado pela Associação Catarinense de Hipnoterapia. Atualmente, Deoclécio atua como terapeuta em hipnologia clínica com atendimentos nas cidades de Canoas, Venâncio Aires e Santa Cruz do Sul. A região, explica o terapeuta, foi escolhida justamente por ter laços familiares e por ter poucos profissionais desta área abrindo o leque para ajudar as pessoas por meio da hipnose.

Foto: Jaqueline Caríssimi / Folha do MateHipnoterapeuta destaca a importância da terapia para mudança de atitudes
Hipnoterapeuta destaca a importância da terapia para mudança de atitudes

HIPNOTERAPIA


O hipnoterapeuta explica que a hipnose é uma ferramenta que busca trabalhar com os limites da mente e subconsciente humano. A hipnose atua no nível onde 90% das nossas ações são motivadas. 'Busca libertar fatos, traumas e fantasias criadas pela mente e que vêm a prejudicar o ser humano no seu dia a dia, muitas vezes, transformando-se em patologias clínicas de síndrome do pânico, depressão, ansiedade generalizada, generalizada e até mesmo fibromialgia e outras dores físicas levando muitas vezes ao uso abusivo de remédios', explica. Também pode fazer a diferença no tratamento da eliminação de vícios, falta de libido e auxilia na eliminação de peso.


A hipnose, conforme explica o profissional, é uma ferramenta que pode auxiliar na ressignificação de crenças, de aspectos que, de forma consciente, não se tem noção, mas que de forma inconsciente acabam por prejudicar a nossa vida seja por meio de medos, da ansiedade, da atitude que se deve ter diante de um fato e que 'travamos' na hora de executar. Deoclécio exemplifica que, aprendemos desde a infância que dinheiro é sujo. Quem tem muito dinheiro não é digno. Que devemos viver na pobreza e simplicidade para sermos do bem. 'Esta marca está no seu subconsciente e pode fazer com que toda vez que você tenha dinheiro precise se livrar dele, para não se tornar esta pessoa má criação do seu subconsciente.', exemplifica.

A TERAPIA


A sessão da hipnose começa com uma avaliação terapêutica a partir da vivência e da experiência da pessoa para identificar de onde vem a crença ou aspecto que está perturbando, por meio de técnicas de relaxamento. A linha utilizada por Deoclécio se baseia nas técnicas de indução do hipnólogo Dave Elman, na linha 'tetra' sonambulico, com níveis de relaxamento que ampliam a memória para buscar o que está registrado na mente. 'Cada hipnólogo ou hipnoterapeuta tem seu estilo e segue a sua linha.

Como universalista, tenho meus princípios em não deixar com que a pessoa passe pelo sofrimento ou pelo fator que está a perturbando novamente. Por exemplo, uma pessoa que foi estuprada não vai passar por este sofrimento e dor novamente na hora do 'transe' na terapia. Com a hipnoterapia a pessoa passa por um processo de ressignificação do fato desencadeador do trauma, do problema ', diz, e confirma que a hipnose é resolutiva a partir daquilo que a pessoa quer ou busca resolver em sua vida.


O processo de avaliação dura em torno de uma hora de conversa e de testes para ver o grau de suscetibilidade e concentração da pessoa. A terapia leve em média duas horas em cada sessão. 'Todas as pessoas são hipnotizáveis, com mais ou menos grau de relaxamento e disposição da técnica', explica.

Com a hipnoterapia temos acesso ao subconsciente que nos mostra o fato desencadeador,
desta forma a pessoa passa por um processo de ressignificação
deste fato gerando os resultados positivos e anulando o problema

RESULTADOS

 

Foto: Jaqueline Caríssimi / Folha do MateNa hipnose, o paciente não fica inconsciente, ele sabe de tudo o que acontece
Na hipnose, o paciente não fica inconsciente, ele sabe de tudo o que acontece

A hipnose clínica como tratamento terapêutico foi a opção de Simonea Camara,45, depois de sofrer de séries crises de pânico ao subir ou descer escadas. Agente Comunitária de Saúde de Canoas, conta que muitos de seus pacientes moram em casas de dois pisos e subir as escadas era um empecilho para realizar o trabalho. Taquicardia, medo, suor e tremedeira eram os sintomas ao saber que teria que subir ou descer uma escada. Simonea diz que foi a partir de uma sessão de hipnose de quase três horas que conseguiu superar as crises, antes amenizadas com medicação. 'E foi o suficiente pra mim. No outro dia fiz como são Thomé, ver para crer, testei e deu certo subi uma escada sem corrimão e desci sem medo. Para mim isso foi mágico'.

Outra paciente, Gisele Drebes,36, diz que em duas sessões pode perceber o que afetava suas relações pessoais com a família e relacionamentos estavam impregnadas no seu subconsciente. A partir da hipnose, conta que consegue, agora, ter reações diferentes diante de suas atitudes frente aos problemas.


Para a técnica em enfermagem Simone Rex, 31, foi a hipnose que a fez rever alguns conceitos. Disse que buscou pela hipnose, justamente, por ser uma técnica alternativa, saudável que não envolve medicação. 'Eu lutava muito contra minhas próprias ideias, tinha muito medo de errar, de falhar, de estar no caminho errado. Com a hipnose, aprendi que não existe certo nem errado, apenas carregamos crenças limitantes que nos fazem ter pensamentos limitadores. Me libertei, entendi que que todos temos o direito de errar e o dever de aprender com os erros. Que o caminho certo é aquele que nos faz sentir em paz', comenta.

 

 

CURIOSIDADE

No Egito antigo no século 1500 a.C., os sacerdotes induziam um certo tipo de estado hipnótico com finalidade de cura, conforme escrito nos papiros de Ebers. Estes papiros continham uma coletânea de antigos escritos médicos descrevendo como aliviar a dor e as doenças. (Bauer, 1998).

 

Verdades sobre a hipnose:

  • Maioria dos atendimentos é do sexo feminino mas é uma terapia aberta tanto para homens quanto mulheres e também crianças, adequadamente a partir dos 4 ou 5 anos
  • Em nenhum momento se perde a consciência ao contrario ocorre uma expansão da consciência proporcionando o acesso a informações e interpretações contidas no subcosnciente.
  • Hipnose clínica ou hipnoterapia resolve questões psicológicas e psicossomáticas e funciona com alto índice de resultados desde que seja feita por um profissional habilitado.
  • Na hipnoterapia a pessoa entra num profundo estado de relaxamento muito parecido com o que experimentamos quando estamos no estado de vigília (pouco antes do sono) se mantendo a pessoa neste estado utilizando técnicas especificas para isso e é retirada deste estado de maneira simples e tranquila bem como entrou
  • A hipnose é uma terapia que utiliza técnicas antigas e cientificamente comprovadas, tais como psicologia, psicoterapia programação neurolingüística (PNL), não tendo nenhuma relação com poderes da mente do hipnoterapeuta.
  • Hipnose observa o ser humano como um 'todo' dando ênfase às interpretações de suas vivências e experiências que quando não bem resolvidas se reflete em problemas psicológicos e físicos, como no caso da fibromialgia.
  • Resolve problemas emocionais e psicossomáticos
  • O transe hipnótico é um estado de concentração profunda que permite a compreensão e o acesso a estrutura da experiência. A pessoa tem controle a todo instante sobre o que está acontecendo. 
  • Existem apresentações em shows, teatros e até mesmo na rua em parques, na hipnoterapia a hipnose é apenas uma das várias ferramentas que se utiliza para resolver problemas emocionais e psicossomáticos. (Fonte: Hipnólogo Deoclécio da Silva)
Siga o Tudo & Todas nas redes sociais