Blog Tudo e Todas

Mundo em pauta: Dia dos Pais na América do Norte

Viagem por: Ana Flávia Hantt em: 17/06/2018 | 14:00

Neste domingo, países norte-americanos como os Estados Unidos e o Canadá celebram o Dia dos Pais. Tradicionalmente, a data é comemorada no terceiro domingo do mês de junho, e significa uma ocasião para passar tempo com os pais ou figuras paternas. A data não tem um apelo comercial tão grande como o Dia das Mães, e em geral, os filhos presenteiam com cartões ou outros objetos feitos por eles mesmos. 

Dia dos Namorados

Diferentes do Brasil, que comemorou o Dia dos Namorados nesta última semana, os países norte-americanos celebram os casais em 14 de fevereiro, no Dia de São Valentim. Nesta data, além de casais de namorados, amigos e outras pessoas queridas também são presenteadas com cartões e pequenas lembranças.

***

Onde estamos

Mais alguns dias movimentados, com três mudanças de cidade. Iniciamos a semana em Kingston, cidade histórica que foi a primeira capital do Canadá, passamos um dia por Toronto, o centro financeiro e tecnológico do país, e nesta sexta, chegamos em London, para uma temporada que durará até o fim do mês.


>> CURIOSIDADE

Várias cidades no Canadá possuem o mesmo nome que cidades na Europa. Isso acontece porque os imigrantes que chegavam no país norte-americano, desejavam reconstruir o mesmo ambiente que haviam deixado em sua terra-natal. Assim, o Canadá possui mais de uma centena de cidades com nomes europeus, como Londres, Paris, Cambridge, Essex, Kingston, Manchester e Oxford.

Foto: Ana Flávia Hantt / Tudo & TodasVista de Toronto a partir das margens do Lago Ontário
Vista de Toronto a partir das margens do Lago Ontário

>> MEIO DE TRANSPORTE

Apenas nesta última semana, foram cerca de 450 quilômetros pela Província de Ontário, na parte leste do Canadá, feitos basicamente de ônibus, uma das formas mais baratas de se locomover entre uma cidade e outra. Em geral, os ônibus são confortáveis e práticos, com vários horários à disposição. Os terminais rodoviários são sempre muito confortáveis e seguros, sendo que em muitas cidades, os passageiros devem permanecer na sala de espera, e aguardar o chamado dos funcionários da rodoviária, que organizarão o embarque. Outra coisa que chama atenção, é que as bagagens não são identificadas. Ao contrário do que estamos acostumados, as malas e pertences pessoais não recebem nenhuma etiqueta ou numeração. Ao chegar no destino, o funcionário responsável retira as bagagens, deixando-as ao lado do ônibus, e cada um pega suas coisas. Parte-se do princípio de que ninguém vai pegar o que não for seu.

Dentro das cidades, o ônibus urbano também é um dos principais meios de locomoção. Quem não tiver um passe mensal (uma espécie de cartão magnético), deve pagar a passagem no valor exato. O motorista não recebe o dinheiro ou dá troco, e não há cobrador. Detalhe: ninguém confere se a quantia colocada está correta. Espera-se que o passageiro fará a coisa certa. Quando o ônibus para em uma estação, todas as portas se abrem, e os passageiros que possuem o cartão magnético podem entrar por aquelas laterais ou traseiras. Na entrada, devem encostar seu cartão em um leitor, que dará "a baixa" no passe. Novamente, não há ninguém conferindo quem utilizou o leitor de cartões ou não.

Para facilitar a mobilidade e a acessibilidade, todos os ônibus possuem espaço para o transporte de bicicletas, e também para a acomodação de pessoas em cadeira de rodas, ou mesmo carrinhos de bebês. Ao chegar nas paradas, os ônibus rebaixam os degraus até o nível da calçada, para facilitar o embarque ou desembarque.

 ***

Venâncio-airenses no Canadá: Thaís Puppe Ferreira e Rudinei Tonello

Foto: Divulgação / Tudo & TodasThaís Puppe Ferreira e Rudinei Tonello partiram para Vancouver com o objetivo de aprimorar a língua inglesa
Thaís Puppe Ferreira e Rudinei Tonello partiram para Vancouver com o objetivo de explorar a língua inglesa

***

Rudinei Tonello, 30 anos, e Thaís Puppe Ferreira, 26, sempre tiveram o sonho de sair do país. Ano passado, após a formatura da jovem na universidade, decidiram que era o momento ideal. Em setembro de 2017, chegaram em Vancouver, cidade localizada na parte oeste do Canadá, com o objetivo de explorar a língua inglesa, assim como outras culturas, já que o país é conhecido pela diversidade de nacionalidades que nele residem.

Por que escolheram a parte oeste do Canadá?
Quando decidimos pelo Canadá, havia a possibilidade de estudar em Toronto ou Vancouver. Avaliamos as duas cidades e optamos por Vancouver por ter muita natureza exuberante, clima mais ameno (parecido com a do Sul do Brasil), e não ser tanto como uma cidade grande.

O que não pode ser deixado de visitar na região em que estão?
Todos os lugares aqui são lindos, de cinema. Não é à toa que muitos filmes são produzidos aqui. Mas os pontos turísticos mais visitados são o Stanley Park, Grouse Mountain, Cypress Mountain, Joffre Lakes, Capilano Suspension Bridge, Lynn Canion Park, Quarry Rock... podíamos passar horas elencando lugares, tudo muito lindo e com a natureza intacta, o que torna ainda mais belo.

Foto: Ana Flávia Hantt / Tudo & TodasA região de Vancouver é conhecida pela natureza exuberante
A região de Vancouver é conhecida pela natureza exuberante

A experiência é indescritível, com certeza já mudamos muito nossos pensamentos. Se você não está disposto ter a mente aberta a novas coisas, não venha para cá! Pois aqui todas as culturas do mundo se conectam, predominantemente a asiática, e não existe diferença, vivendo numa harmonia que não vimos em lugar algum. A qualidade de vida e a segurança é algo incrível.'

Conexão

Pós-graduação - O Knight-Hennessy Scholars, um novo programa da Universidade de Stanford, irá beneficiar 50 estudantes internacionais interessados em fazer mestrado ou doutorado, com bolsas de estudo na instituição. Além dos custos de matrícula, o programa oferece alojamento e alimentação dentro do campus, materiais, seguro saúde, passagens de ida e volta e um subsídio mensal para despesas. Podem se candidatar estudantes que terminaram sua primeira graduação em 2014 ou depois. É possível cursar qualquer mestrado ou doutorado nos departamentos de artes, educação, engenharia, ciências humanas e sociais, negócios, direito ou medicina.

Tanzânia - Quem possui habilidades com a produção de vídeos pode se candidatar ao Travel Film Scholarship, programa oferecido pela World Nomads, para uma bolsa para viajar para a Tanzânia. Lá, o ganhador irá fazer um filme curto e um workshop sobre vídeos de viagem, com todas as suas despesas pagas. Para participar é necessário ter 18 anos, ter inglês suficiente para se comunicar e não ser um filmmaker profissional. As inscrições vão até 10 de julho.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais