Blog Tudo e Todas

Natal longe de casa: como é viver em uma terra que não comemora o nascimento de Jesus

Viagem por: Ana Flávia Hantt em: 22/12/2017 | 20:00

Foto: Arquivo Pessoal / Tudo & TodasRosielle atua como aeromoça nos Emirados Árabes
Rosielle atua como aeromoça nos Emirados Árabes

A equipe que produz o Tudo & Todas esteve empenhada, nos últimos dias, em produzir conteúdos de Natal para um caderno impresso que circula na Folha do Mate neste sábado. No processo, conversamos com algumas pessoas que moram fora, e que neste fim de ano, receberam a visita dos familiares, ou que tiveram a oportunidade de vir ao Brasil.

E quem reside em países onde o cristianismo não é a principal religião? Foi com essa dúvida, que questionamos Rosielle Stohr, venâncio-airense radicada nos Emirados Árabes, onde trabalha como aeromoça.

Ela conta que desde que mudou-se para Dubai, em 2010, foi perdendo gradativamente o sentido de comemorar o Natal. "Natal é família, e não tenho família aqui. Quando cheguei, fazíamos janta com amigos, mas eu acabo sempre trabalhando nessas datas, e quando se vê, o tempo vai passando, e a gente nem nota", explica, ao comentar que fala com os familiares brasileiros na data.

Rosielle comenta que atualmente, costuma sair para jantar com seu namorado - antes ou depois do Natal, dependendo do tempo. "Ele não celebra, mas respeita", conta.

A jovem explica que nos Emirados Árabes se trabalha muito, e como costuma passar a data em viagens à trabalho, aos poucos, se acostumou.

Embora não sigam tradições cristãs, os muçulmanos também mantém datas importantes no calendário. Rosielle fala sobre o ramadam, marcado por um jejum que, quando chega ao fim, comemora-se em família. "Como se fosse o nosso Natal, só que para eles ocorre em junho/julho de todo ano".

***

Em março deste ano, a jovem foi pauta no caderno sobre Dia da Mulher do Tudo & Todas, o qual apresentava relatos de venâncio-airenses espalhadas pelo mundo:

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais