Blog Tudo e Todas

O dom de transmitir a emoção pela voz

RespeitAme por: Rosana Wessling em: 08/03/2019 | 19:00

Canções que transmitem paz, fé, espiritualidade e reflexão. Emoção no público, talento e magia nas vozes do coral feminino. Apresentações emocionantes e a dedicação de alunas, regente e instituição. Esse é o clima de quem assiste a uma canção do coral feminino da Organização Não Governamental (ONG) Parceiros da Esperança (Paresp).

Foto: Rosana Wessling / Folha do MateRegente Ivana e as meninas do coral emocionam o público com as apresentações
Regente Ivana e as meninas do coral emocionam o público com as apresentações

Formado por 50 meninas, de 6 a 14 anos, o coral da Paresp leva a magia e o encantamento ao palco. A regente Ivana dos Santos Marques, 26 anos, iniciou com a atividade em 2010 e explica que o desejo de ter um coral na Paresp já estava no coração da coordenadora Sara da Rosa.
Aos 16 anos, Ivana teve a oportunidade de ensinar o que mais gosta: a música. A inspiração da regente vem da mãe, que ensinou a filha desde cedo. Com 3 anos, ela já havia começado a louvar na igreja.

APRESENTAÇÕES
O coral feminino da Paresp se apresenta em eventos da entidade e, no fim do ano, faz um tour pelas empresas, meios de comunicação e parceiros, além de participar de eventos para os quais é convidado.
Ivana destaca que o conteúdo musical é avaliado em conjunto. 'Cantamos músicas que falam de amor, paz e autoestima, sempre muito alegres.' Os ensaios ocorrem uma vez por semana. Em épocas de apresentações, passam a ser mais frequentes e rigorosos.
A regente salienta que a música tem um grande efeito dentro da Paresp, além disso, Ivana reforça a transformação que o canto promove nas crianças. 'Como professora, me sinto com a missão cumprida e tenho orgulho das minhas alunas. Elas têm algo diferente.'

Me sinto feliz cantando, sou grata por participar do coral. Nas apresentações, sinto muita emoção. Música é vida.'
RAISSA EDUARDA FERREIRA LOPES
13 anos

Música auxilia o trabalho social

A coordenadora da entidade, Sara da Rosa, frisa que desde a fundação da Paresp, há 13 anos, o canto faz parte da instituição. 'A música vem dando suporte aos desafios que enfrentamos ao iniciar o trabalho social.'
Sara comenta que o trabalho foi iniciado pela voluntária Daniela Bublitz e, com o passar dos anos, Ivana passou a integrar a escola e tornou-se regente.
Para este ano, a ONG trabalha com um novo projeto. Além do coral, cada turma, em seu turno, terá um momento de canto.
A coordenadora ressalta a importância do canto no dia a dia da instituição. 'É, sem dúvidas, uma atividade que encanta e impacta pelas mensagens de otimismo e valores que repassa. Principalmente as mulheres são muito tocadas pela emoção, quando ouvem um coral formado por meninas que amam a música.'

A música me acalma. Eu canto com emoção, sempre dou o meu melhor nas apresentações. Tenho certeza que se você cantar, você também vai se sentir melhor.'
LARISSA DA LUZ - 9 anos

 

Foto: Rosana Wessling / Folha do MateRaissa, Cristina e Larissa falam da emoção de cantar
Raissa, Cristina e Larissa falam da emoção de cantar

 

A música me traz calma, paz e alegria. Eu amo cantar e, quando canto, fico bem emocionada com o carinho do público. Para mim, cantar é um compromisso.'
CRISTINA GABRIELA FERREIRA DA COSTA - 9 anos

 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais