Blog Tudo e Todas

Ora pois, cá estamos em Leiria!

Viagem por: Ana Carolina Becker em: 26/02/2018 | 09:19

 

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateA colunista Ana Carolina Becker está conhecendo sua nova casa, a cidade de Leiria
A colunista Ana Carolina Becker está conhecendo sua nova casa, a cidade de Leiria

O tempo parece pouco, mas para nós que deixamos nossos lares, famílias e amigos, é um grande somatório de horas, dias e ausências. Não, não estou com saudades de casa (ainda). Eu sei, ela vai aparecer, mas a verdade é que já construímos laços aqui e estamos vivendo momentos únicos lado a lado.

 

Quando me falavam da experiência que um intercâmbio acadêmico poderia proporcionar, não tinha noção que seria tanto. Se quero comer algo, é necessário fazer compras para isso. Se quero ter roupas limpas, é preciso lavar. A minha cama não está se arrumando sozinha. (No Brasil, a vitória da minha mãe, dona Loiva, era ver a cama arrumada todos os dias, podes comemorar, aqui ela está diariamente em ordem). Mas não são apenas essas, a gente aprende muito mesmo, acreditem.

Mesmo que no meu lar doce lar, meus pais tenham sempre me proporcionado as melhores coisas, a verdade é que estar aqui vai fazer nascer uma nova pessoa. Penso que isso não irá acontecer somente comigo, mas com todos que embarcaram nessa experiência e que cultivam, diariamente, o hábito do chimarrão no final da tarde juntos.

 

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateTurma de intercambistas aproveita para conhecer os pontos turísticos de Portugal
Turma de intercambistas aproveita para conhecer os pontos turísticos de Portugal

Receptividade

 

Costumamos falar que os brasileiros não são bem vistos fora do país, mas não é dessa forma que funciona aqui. Fomos bem recepcionados "a cá", principalmente as brasileirAs. Fato comprovado na primeira festa/pub que conhecemos, o famoso Anubis, onde o proprietário distribui uma rodada da famosa caipirinha, bebida característica no Brasil, para nós gaúchas que estávamos no pub. A galera que está em Eramus aqui, costuma lotar o local nas terças e quintas-feiras, dias em que a entrada é gratuita e a cerveja custa 0,60 cents até a 1h para os intercambistas que tem a famosa pulseirinha. E se você acha que a galera está acabada até as 3h30min quando a festa termina, está errado, porque aqui eles migram para outras e seguem dessa forma até o sol raiar. Os costumes são os mesmos, inclusive, as músicas. Mesmo que o reggaeton seja um hit bastante ouvido, o funk e sertanejo brasileiro costumam fazer sucesso.

Mobilidade

Vamos usar o método mais convencional de mobilidade: caminhada. Afinal, Leiria não é uma cidade muito grande, então, estamos visitando grande parte dos locais a pé, fato que está nos fazendo desbravar cada cantinho dessa cidade que já ganhou o nosso carinho e já abriga histórias que serão lembradas pro resto da vida.

Os carros e as poucas motos que existem respeitam a faixa de pedestres de uma forma inexplicável, antes mesmo de chegarmos para atravessar, os motoristas já param seus veículos e esperam até que as pessoas passem. Claro, atravessamos só nas faixas aqui, principalmente, quando a cidade está bem movimentada. As vezes, não negamos que somos brasileiros e cruzamos fora da faixa.

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateCreme de avelã vendida pelo Pingo Doce, mercado famoso aqui e que tem gosto igualzinho de nutela
o creme de avelã é bastante usado por aqui, um exemplo é a Nutt, nutelaria aqui de Leiria

Alimentação

Um fato é veridico aqui: se você veio até o intercâmbio para levar uns quilos a mais para o Brasil, jogue-se porque as comidas mais baratas são as de preparo rápido e as mais deliciosas.

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateDoces e mais doces, as delícias da gastronomia de Portugal
Doces e mais doces, as delícias da gastronomia de Portugal

A maior tentação do Pingo Doce (mercado famoso em Portugal, semelhante a rede Dia do Brasil) são as bolachas da alegria, recheadas com um creme de chocolate m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o, sem contar as inúmeras outras coisas que estão a disposição por valores mais acessíveis. A famosa e gigantesca fatia de pizza do Mr. Pizza que valem como uma refeição, mas antes que alguém pense que largamos a boa alimentação em troca disso, há verduras em nossa geladeira e também estamos preparando grande parte das nossas refeições em casa para evitar comer e enjoar da comida da cantina da faculdade.

Se vier, conheça:

Durante essa primeira semana, conhecemos o Castelo de Leiria, que pode ser visto de grande parte da cidade e traz traços medievais. A entrada para estudantes têm um custo acessível de 1,05 euros. Ah, o Museu da Imagem e Movimento fica "ao pé" do Castelo, então vale dar uma passada no espaço que permite viajar no tempo com os avanços tecnológicos. Além desse ponto, aproveitamos para dar um chego no Largo Goa, Damão e Diu, conhecer alguns espaços gastronômicos como o Nutt e o 100Montaditos.

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateHora do turismo, de conhecer e viver a cultura de Portugal
Hora do turismo, de conhecer e viver a cultura de Portugal
Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateCastelo de Leiria é um dos pontos de referência que todos devem conhecer
Castelo de Leiria é um dos pontos de referência que todos devem conhecer
Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateA organização e o respeito no trânsito de Leiria
A organização e o respeito no trânsito de Leiria

Ei, moça?

Aqui se você chamar alguém de moça está ferrado. A pessoa vai se virar e arregalar os olhos sem entender porque você está a chamar desse jeito, pois mulheres aqui são chamadas de raparigas, senhoras ou meninas

Foto: Ana Carolina Becker / Tudo & Todas/Folha do MateA turma de intercambistas vai se conhecendo e planejando o período que ficará em Portugal
A turma de intercambistas vai se conhecendo e planejando o período que ficará em Portugal
Siga o Tudo & Todas nas redes sociais