Blog Tudo e Todas

Partiu praia: 5 cuidados importantes para proteger o bebê das altas temperaturas

Saúde por: Taiane Kussler em: 05/12/2017 | 16:30

Quando inicia a temporada de verão é hora de partir para a praia com a família e curtir o paraíso à beira mar. Porém é preciso estar bem protegido contra as irradiações solares das altas temperaturas, que no decorrer dos anos, estão ainda mais intensas. Se para os adultos as consequências do sol são preocupantes, imagine para os bebês, que possuem a pele sensível e estão mais suscetíveis às insolações. Por isso, é importante estar atento aos principais cuidados com a pele do bebê, para mantê-los sempre protegidos, na intenção de curtir o verão com proteção e segurança.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasO filtro solar só pode ser utilizado a partir dos 6 meses de idade
especialistas advertem que o filtro solar só pode ser utilizado a partir dos 6 meses de idade

***

Atenção mamães! Independente da programação na praia, invista nestas 9 dicas essenciais que irão garantir a saúde do seu bebê.

>> 1- Não esqueça do chapéu 

Independente do horário, o filtro solar e o chapéu são essenciais para proteção dos bebês. Basta ficar alerta às contraindicações ~ o filtro solar só pode ser usado a partir dos 6 meses de idade. Segundo especialistas, a pele do bebê ainda está em desenvolvimento e absorve muito mais o produto e as químicas que ele traz do que garantir a proteção. Durante esta fase é aconselhável que ele pegue sol na primeira hora da manhã e no final da tarde. Além disso, a exposição na praia deve ser evitada ~ é aconselhável aguardar mais um tempo ~. Os raios ultravioleta são muito intensos e podem prejudicar a pele do bebê, até mesmo embaixo do guarda-sol. A dica é levá-los para a praia a partir do primeiro ano de idade.

>> 2- Evite contato direto com a areia

Crianças maiores estão liberadas para brincar na areia e se divertirem ao fazer lindos castelos. Mas, os menores têm algumas limitações. Evite a exposição direta. Para deixá-los protegidos e à vontade, estenda uma toalha ou uma canga, e deixe o filhote brincando ali ~ fique atento para que ele não coloque areia na boca ~. A presença de cães, pombos e outros animais é um sinal de alerta - eles podem ser vetores de micro-organismos causadores de doenças.

>> 3- Opte por alimentos naturais

Os alimentos comercializados à beira mar nem sempre têm uma boa procedência. Prefira alimentos naturais, como milho cozido  ~sem sal ~ e sucos ~ se souber de onde vem a água em que são preparados ~. Em hipótese nenhuma crianças pequenas devem consumir frutos do mar, o alimento pode causar a intoxicação alimentar no bebê. Crianças com menos de um ano também devem evitar o consumo de picolés e água de coco. Para manter o bebê sempre hidratado, leve água de casa e ofereça a cada meia hora. as frutas também são uma ótima pedida, principalmente aquelas com alto teor de água, como a melancia, o melão e a pera.

>> 4- Bandeira vermelha para o banho de mar

Nada de levar o bebê menor de 6 meses para o banho de mar. E mesmo quando se tratar de crianças menores, é importante conhecer a qualidade da água da praia ~ alguns lugares são impróprios para o banho durante a temporada de verão ~. a adaptação ao banho de mar vai depender de cada criança, mas é provável que o pequeno passe a curtir a água do mar apenas aos 2 ou 3 anos ~ antes disso,  as ondas e a temperatura fria podem incomodá-lo ~. 

>> 5- Cuidado com os olhos

A areia, o sal do mar e o cloro da piscina podem causar a conjuntivite. Os principais sintomas são os olhos vermelhos, inchados e com secreção. Caso isso ocorra,  lave-os com água fervida/filtrada fria e procure um médico. O uso de óculos de sol em crianças também merece atenção. Os pequenos adoram um acessório, mas é importante mantê-los protegidos.  Óculos de sol, só de boa qualidade, com proteção contra raios UVA e UVB ~se não conhecer a qualidade, melhor não utilizá-los ~. 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais