Blog Tudo e Todas

Patinação artística: atletas falam sobre a preparação para o World Roller Games Nanjing 2017

Patinação por: Ana Flávia Hantt em: 24/08/2017 | 09:30

De malas prontas, os atletas da Seleção Brasileira de Patinação Artística se preparam para embarcar para Nanjing, na China, onde participam do World Roller Games 2017, considerado a olimpíadas sobre rodas.

São 12 atletas convocados para modalidades individuais, além de dois quartetos e um mini-grupo de show. Os patinadores, que nesta temporada já passaram por competições estaduais e regionais, além do Campeonato Brasileiro e o Sul-americano, agora fazem os últimos treinamentos e ajustes antes de embarcar.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasBianca Ameixeiro, Júlia Origuella e Bruna Wurts
Bianca Ameixeiro, Júlia Origuella e Bruna Wurts

Com viagem marcada para a China neste sábado, 26, Bianca Ameixeiro carregará consigo a responsabilidade de competir em todas as modalidades das quais participa: Figuras Obrigatórias Junior, Solo Dance Junior, Livre Senior e Mini-grupo de show Senior.

Veterana na competição, a patinadora diz que os treinos neste ano foram muito mais intensos do que os anteriores, e que seu objetivo é dar seu melhor toda vez que entra em quadra e, quem sabe, trazer mais uma medalha, dessa vez no individual.

Toda vez que sai a convocação e vejo que mais uma vez que estou indo representar o Brasil em mais um Campeonato Mundial, é mais um sonho que se realiza. Além disso, é ver que todos os anos, horas e dias que me dediquei e me dedico a esse esporte foram reconhecidos e valeram a pena, ainda mais por ser a única atleta brasileira a ser convocada dois anos consecutivos em todas as modalidades", diz.

Júlia Origuella também dividirá sua atenção em mais de uma modalidade. Com viagem agendada para este sábado, ela competirá nas modalidades Figuras Obrigatórias e Livre, ambas na categoria sênior, assim como no Mini-grupo de show. Desde a convocação, os treinos da atleta foram focados no aprimoramento dos saltos e corrupios para a modalidade Livre, além do trabalho de resistência nas coreografias. "Meu técnico buscou novas estratégias durante esses treinos, assim como intensificou a cada semana as repetições das coreografias", conta. Em Figuras Obrigatórias, os treinos consistiram na limpeza das figuras e na repetição diária. "Foram treinos de Livre e figuras de terça a domingo, assim como treinos de mini-grupo de terça a quinta, e sábado e domingo às 7h da manhã", resume.

Poder representar o Brasil novamente no Campeonato Mundial é a realização de um sonho, é a sensação de dever cumprido. Ter essa oportunidade é o que me motiva durante todos os dias de treino do ano, sempre lembrando do meu objetivo e meta final em um campeonato tão importante para o esporte que pratico e amo."

Destaque no Mundial de 2016, quando conquistou um lugar no top cinco de sua modalidade, Bruna Wurts embarca para mais um desafio. Apesar do histórico, a atleta que compete na modalidade Livre, afirma que o principal objetivo é apresentar o resultado de seus treinamentos, sem importar a colocação. Sobre participar de um World Roller Games, Bruna comenta que nunca havia imaginado patinar em um evento dessa grandeza, e por isso, é algo muito gratificante. "Patinar nesse Mundial significa experiência e novas oportunidades", afirma.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasFelipe Cavalcanti, Leonardo Azambuja e Isabella Stringuelli
Felipe Cavalcanti, Leonardo Azambuja e Isabella Stringuelli

Competindo na modalidade Solo Dance Masculino, categoria Senior, Felipe Cavalcanti diz que o nível de uma competição mundial é sempre muito alto, mas que se preparou durante todo o ano para esse momento. O atleta, que afirma que representar a patinação do país, seu estado e sua cidade, fazendo aquilo que já faz parte da minha vida, é uma emoção indescritível, comenta também a oportunidade de estar em um World Roller Games.

Vejo o Roller Games como um avanço para as modalidades sobre rodas, já que esse grande encontro tem uma potencial capacidade de atrair novos olhares, e quem sabe, nos aproximar do tão sonhado desejo de ser olímpicos. Além disso, vai ser muito especial reunir tantas pessoas com a paixão comum de estar sobre rodas", destaca.

Atualmente em Santos, onde realiza os últimos treinamentos antes de embarcar para a China, o atleta Leonardo Azambuja se prepara para competir na modalidade Solo Dance Júnior. Ele, que estará no seu segundo Mundial, diz que seu objetivo principal é se superar, mostrando o quando está melhorando ao longo da temporada.

Participar do Mundial significa a realização de um sonho. É muito bom poder integrar a Seleção Brasileira neste campeonato, pois lá vão estar presentes os melhores de cada país. Uma competição muito acirrada, porém, ao mesmo tempo, é gratificante saber que estou à altura, indo competir de igual pra igual", enfatiza.

Estreante na competição, Isabella Stringelli competirá em uma categoria acima da sua. Com apenas 15 anos, ela participará da modalidade Livre Junior. O trabalho árduo ao longo do ano, no entanto, justifica a oportunidade. A atleta conta que a preparação iniciou em janeiro deste ano, quando passou por uma temporada de treinamentos na Espanha, e que só se intensificou a partir da convocação para o Mundial.

Férias apenas da escola, pois treinava pela manhã e à tarde em julho", lembra a jovem, cujo objetivo é conquistar uma colocação entre as cinco melhores patinadoras do mundo.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasAna Beatriz Toledo e Mariah Barsotti
Ana Beatriz Toledo e Mariah Barsotti

Participando da competição há dois anos, Mariah Barsotti competirá em Figuras Obrigatórias e Solo Dance. A patinadora comenta que será muito positivo participar da olimpíada dos esportes sobre rodas, pois assim poderá conhecer um pouco de cada uma das modalidades. Pessoalmente, deseja fazer uma boa competição, mostrando tudo o que treinou.

Conseguir essa vaga já há dois anos mostra que somos capazes de tudo o que queremos", afirma.

Veterana na competição, Ana Beatriz Toledo competirá mais uma vez na modalidade Solo Dance feminino, mas dessa vez, em uma nova categoria, a sênior, considerada a mais difícil da competição. Por ser um ano de estreia, a patinadora afirma que não vai em busca de nenhuma colocação específica, mas sim, procurará dar o seu melhor para sair da pista satisfeita com as provas.

É sempre uma honra poder representar o meu país em qualquer competição, mas poder representá-lo pelo quinto ano consecutivo em um campeonato de tamanha importância é extremante gratificante", enfatiza.

***

>> Confira a lista de patinadores e equipes convocados para a competição:

Figuras Junior Feminino: Bianca Ameixeiro e Mariah Barsotti
Figuras Senior Masculino: Felipe Werle
Figuras Senior Feminino: Julia Origuella e Stella Heller
Livre Junior Feminino: Bruna Wurts e Isabela Stringelli
Livre Senior Masculino: Carlos Radtke e Gustavo Casado
Livre Senior Feminino: Julia Origuella, Rafaela Freitas e Bianca Ameixeiro
Solo Dance Junior Masculino: Leonardo Azambuja
Solo Dance Junior Feminino: Bianca Ameixeiro e Mariah Barsotti
Solo Dance Senior Masculino: Felipe Werle e Felipe Cavalcanti
Solo Dance Senior Feminino: Ana Beatriz Toledo e Stella Heller
Quartetos: Proud Mary (CRSG) e Encanto Cigano (CCP-CPS-SGNH)
Mini-grupo de show: City of Stars (CRSG)

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais