Blog Tudo e Todas

Quais são os riscos da descoloração capilar?

Moda & Beleza por: Taiane Kussler em: 13/05/2019 | 14:00

A procura por procedimentos estéticos tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. As mulheres, assim como os homens, estão preocupados com o visual. Para atender a esta demanda, a área estética tem investido na alta tecnologia e novos tratamentos de beleza, com a utilização de métodos inovadores e processos menos agressivos.

A descoloração capilar é um dos procedimentos utilizados com frequência nos salões de beleza. Mesmo assim, algumas mulheres ainda apresentam dúvidas e receios quanto ao procedimento, devido à utilização dos produtos químicos no cabelo.

Segundo a professora de Tricologia Cosmética e Estética Capilar da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Claudia Regina Müller, o cabelo clareado não se comporta mais como o natural. 'O processo de descoloração é o tratamento químico que mais causa danos aos cabelos. Dependendo do modo como for realizado, este dano pode ser menor ou maior', afirma. Contudo, ela recomenda que o processo de descoloração deve ser realizado em salões de beleza com profissionais experientes e jamais seja feito em casa.

Foto: Pexels / Tudo & TodasApós o procedimento é indicado fazer a hidratação para manter o aspecto saudável dos fios
Após o procedimento, é indicado fazer a hidratação para manter o aspecto saudável dos fios

>> Quais são os principais riscos

Se o procedimento for realizado de forma incorreta, há riscos de danos extremos ao cabelo e ao couro cabeludo. 'O principal erro cometido é quando o cabelo é retocado. Se não tomar o devido cuidado, haverá sobreposição de um clareamento em outro feito anteriormente, o que pode resultar em quebra do cabelo e danos excessivos', considera.

Neste caso, a profissional orienta que é preciso evitar a sobreposição durante a aplicação de clareadores no couro cabeludo, pois pode ficar ressecado e irritado.

>> O que acontece com o cabelo descolorido

Após o processo de descoloração, é necessário manter alguns cuidados essenciais para manter o aspecto saudável dos fios. 'O cabelo torna-se poroso, e por isso, leva mais tempo para secar. Pode parecer mais áspero e quebradiço e embaraçar com mais facilidade.

Além disso, a força do cabelo pode diminuir significativamente e os fios se alongam com mais facilidade', afirma a especialista. Neste caso, a hidratação é importante e pode ser realizada no salão de beleza ou com um terapeuta capilar. 'Neste caso, o profissional irá condicionar e cuidar apropriadamente o cabelo, restaurando a sua aparência e maciez", destaca.

Após a descoloração, algumas mulheres optam pelo retoque da raiz. "À medida que o cabelo cresce, a cor natural volta a aparecer. Por questões estéticas, esta raiz deverá ser retocada, caso a pessoa deseje manter a cor em toda a extensão do cabelo", afirma. De acordo com Claudia, neste caso, a descoloração deve ser realizada somente na raiz, sem alcançar os fios já descoloridos.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasSegundo Claudia, a descoloração pode deixar o fio mais áspero e quebradiço e embaraçar com mais facilidade
Segundo Claudia, a descoloração pode deixar o fio mais áspero e quebradiço e embaraçar com mais facilidade

Vale lembrar que aplicações múltiplas e consecutivas podem diminuir a força do cabelo com maior intensidade, pois as proteínas são frequentemente degradadas nos fios, especialmente no córtex, que é o responsável pela estrutura e resistência internas do cabelo.' 

Segundo a professora de Tricologia Cosmética e Estética Capilar da Unisc, o tempo de duração de uma descoloração varia de acordo com o crescimento natural do fio. 'Com o tempo, a raiz vai ficando amarelada ou com uma coloração diferente da inicial', comenta. Neste caso, o profissional deve avaliar se será melhor fazer uma nova descoloração ou a aplicação de uma outra coloração.

Foto: Pexels / Tudo & TodasProdutos específicos são utilizados para prolongar  da cor
Produtos específicos são utilizados para prolongar da cor

'A utilização de xampus, condicionadores e máscaras matizadores (aqueles de coloração roxa) ajudam bastante a prolongar a cor, mantendo os cabelos com a cor desejada e bonita por mais tempo", afirma.

O intervalo de utilização destes matizadores vai depender muito da porosidade do cabelo (ou seja, da extensão do grau de dano - quanto mais danificado o cabelo, mais poroso)', salienta. Um cabelo mais poroso absorverá mais o produto, e com isso, pode-se utilizar em intervalos de tempos maiores. 'Em média, estes matizadores de uso doméstico podem ser utilizados uma vez por semana', salienta.


Tem alguma contraindicação?

Segundo a professora Claudia Regina Müller há algumas contraindicações e cuidados essenciais antes de realizar o procedimento de descoloração. 'Os alisamentos realizados com guanidina, henê e tioglicolato de amônio são contraindicados para cabelos descoloridos, porque são incompatíveis com os produtos utilizados na descoloração, resultando em quebra dos cabelos", orienta.

Por outro lado, as escovas progressivas são as únicas que podem ser realizadas juntamente com a descoloração. De acordo com a profissional, o importante é sempre dar um intervalo entre estas químicas, porque uma pode interferir na outra. Além disso, sempre deve-se buscar um profissional experiente, o qual deve sempre realizar o teste de mecha antes de realizar o procedimento, que é um teste para ver o dano que a química poderá causar, antes de aplicá-lo em todo o cabelo.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais