Blog Tudo e Todas

Seguindo orientação da FIVB, Zé Roberto não convoca Tifanny para Liga das Nações

Esportes por: Débora Kist em: 16/04/2018 | 11:29

Foto: Divulgação / CBVJosé Roberto Guimarães é o comandante da seleção feminina
José Roberto Guimarães é o comandante da seleção feminina

Está prevista para esta terça-feira, 17, a apresentação da seleção brasileira de vôlei feminino. As convocadas foram as levantadoras Macris e Fabíola, as centrais Thaisa, Carol, Adenízia, Bia e Mara, a ponteira Rosamaria, a líbera Léia e a oposta Tandara. Curiosamente, um dos destaques na Superliga ficou de fora.

Na primeira convocação em 2018, o técnico José Roberto Guimarães não chamou a oposta Tifanny Abreu, destaque do Vôlei Bauru e primeira jogadora transgênero a disputar a Superliga. O que determinou a ausência da atleta na lista foi uma orientação da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), que ainda não tomou conclusões após a criação de um grupo de estudo para analisar casos como esse.

Abaixo, o comunicado da FIVB sobre o caso de Tifanny:

'A FIVB entende perfeitamente que a elegibilidade de atletas transgêneros para participar de competições internacionais é um assunto extremamente delicado que requer exame minucioso para garantir o equilíbrio competitivo de todos os atletas. Estamos cientes de que houve investigações buscando esclarecimentos sobre o status futuro dos atletas transgêneros com potencial para integrar seleções nacionais. Portanto, a FIVB estabeleceu um grupo de trabalho encarregado especificamente de pesquisar e consultar o COI, outros órgãos esportivos e os principais especialistas em ética médica. Isso garante que as recomendações finais da FIVB sobre a elegibilidade de atletas para competições da FIVB sejam baseadas em due diligence abrangente, garantam a inclusão e evitem a desigualdade'.

Assim, as 10 jogadoras convocadas farão um período de treinamento no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema, como preparação para a disputa da Liga das Nações. A Liga das Nações é o primeiro torneio a ser disputado pela Seleção feminina na temporada. A competição vem para substituir o Grand Prix, do qual o Brasil é o maior campeão, com 12 títulos.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais