Blog Tudo e Todas

O sonho de ter um bebê: saiba a quais procedimentos de fertilização casais homoafetivos podem aderir

RespeitAme por: Taiane Kussler em: 17/07/2017 | 18:00

Depois de ter passado por uma diferente experiência, o casal homoafetivo de Portland, em Oregon (Estados Unidos), provou que é possível atingir o sonho da maternidade de uma maneira nada convencional. Assim que adotaram um casal, em 2011, o transgênero Trystan Reese e seu parceiro, Biff Chaplow, sentiram a necessidade de possuir um filho biológico. Esta história ganhou repercussão na mídia assim que foi divulgada no programa 'Fantástico' desta semana.

Partindo desta iniciativa, Trystan, de 34 anos, que nasceu mulher, suspendeu a ingestão de testosterona para engravidar. Acompanhados por uma equipe médica especializada, o casal anunciou nesta sexta-feira, o nascimento do bebê. O resultado desta realização trouxe muitas surpresas ao casal, que recebeu nos braços, um menino muito saudável, com aproximadamente 4 quilos e 50 centímetros.

A mudança física

Durante o Ensino Médio, Trystan já havia percebido que não estava satisfeito com o seu corpo. Ele se considerava um homossexual com corpo de mulher. Foi a partir desta concepção, que ele então passou a tomar testosterona, o que consequentemente causou a mudança física de seu corpo. Depois de ter enfrentado muitos problemas emocionais, dentro de seis meses, Trystan já estava com aparência masculina.

Mesmo assim, ele decidiu que não gostaria de ter um corpo de transsexual e de apresentar as mesmas características físicas de seu parceiro, por isso não fez a cirurgia para redesignação do órgão sexual. 

Maternidade e gestação

A aceitação de sua condição fez com que Trystan encarasse a gravidez com naturalidade. Desta forma, ele e o parceiro, optaram por um filho biológico e ele gerou o bebê, com imensa satisfação.

Procedimentos de fertilização

Barriga de aluguel

Com o avanço da medicina, os procedimentos de fertilização têm facilitado a concretização do objetivo de ter um filho, não apenas com casais convencionais como também, homoafetivos. Além deste caso citado acima, que ocorreu recentemente, a barriga de aluguel e a fertilização in vitro também são procedimentos legalizados na maioria dos estados dos EUA. O serviço prestado de barriga de aluguel mantém altos padrões, voltados tanto na proteção dos pais pretendidos, quanto à criança.

De acordo com o médico especialista Armando E. Hernandez- Rey, diretor da clínica Conceptions Flórida, a maternidade de aluguel é um verdadeiro compromisso e os suplentes são examinados de formas de forma intensiva, tanto na parte psicologica e física.

O acompanhamento médico das gestantes é frequente sendo que, todas as despesas médicas são cobertas durante a gestação, além de uma compensação adicional. Nos Estados Unidos, este procedimento é bem frequente, uma vez que, o substituto recebe em média US $ 30 mil, para gerar o bebê, além de outros adicionais relacionados aos fatores que podem ocorrer durante a gestação.

Fertilização in vitro

Quando um casal constituído de duas mulheres pretende ter um filho, geralmente o casal opta pela fertilização in vitro e uma delas assume a gestação. As opções incluem inseminação intra-uterina com doador de esperma conhecido ou anônimo, FIV com doador de ovo anônimo ou conhecido ou substituto com doadores de ovo / esperma anônimos ou conhecidos.

Nos Estados Unidos, os pais pretendidos têm acesso a informações sócio culturais do doador e foto. "É importante que os indivíduos e casais que optam por este recurso e outras tecnologias de reprodução assistida (ART) busquem por um especialista, que pode oferecer os melhores resultados clínicos e taxas de sucesso com base nos últimos avanços na infertilidade e embriologia', aponta Armando.

Além de todas essas vantagens, caso a criança nasça nos Estados Unidos, ela automaticamente ganha a cidadania americana. Um contrato de pré-nascimento acontece durante a gravidez e será criado e executado após o nascimento da criança, como o nome do substituto e irá aparecer inicialmente na certidão de nascimento. Dentro de duas a três semanas e para cumprir o contrato, uma nova certidão de nascimento será emitida com os nomes dos pais pretendidos, formalizando os pais pretendidos em pais legais.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais