Blog Tudo e Todas

Tatuagem dói?

Comportamento por: Jaqueline Caríssimi em: 17/04/2018 | 11:31

Quando alguém observa a tatuagem no outro, a pergunta recorrente é: 'Doeu pra fazer?' Dói, sim. É o desenho na pele, com uma aplicação subcutânea obtida através da introdução de pigmentos por agulhas. A escolha do profissional, a verificação da qualidade dos materiais utilizados pode fazer a diferença na intensidade da hora da 'dor'.

Foto: Jaqueline Caríssimi / Folha do MateTatuagem é coisa séria
Tatuagem é coisa séria

O tatuador Vandré Kreling Nunes, conhecido como Dédé Nunhez, tem 37 e faz 16 anos que está na profissão. Natural de Venâncio Aires iniciou carreira de graduação na fotografia, mas migrou para a tatuagem, assim que descobriu que sua 'parada' era essa mesmo.
Conta que começou a carreira fazendo desenhos no papel. Um conhecido o incentivou a investir em equipamentos e dedicar-se à tatuagem. Foi então que desistiu da universidade e voltou-se exclusivamente à profissão de tatuador. 'A primeira que fiz foi em mim, para sentir o peso da mão, a sensibilidade da pele. A profissão não é tão simples quanto parece. Hoje, a galera começa tatuando as pessoas, usando-as como cobaias no treino do desenho. Fazer no papel é uma coisa, na pele é bem outra. Na visão profissional, isso não é bacana, pois não se precisa começar errando e treinando no corpo do outro', critica Dedé que é instrutor de Caroline dos Santos, que está dando os primeiros passos na profissão. 'A Carol está há três anos e meio em nossa volta, tem estilo de desenho e no papel começou a educar o olhar para dar início ao processo de tatoo. A primeira que fez foi nela. É necessário paciência para desenvolver cada degrau. Além do olhar, tem a linha, o cuidado, a 'finesse' da mão com a máquina'.

ONDE DÓI MAIS?
Uma tatuagem bem conduzida, bem feita, não vai doer tanto. Dedé explica que há partes onde o corpo se defende naturalmente, independentemente de ser uma região que pegue mais ou menos sol. Segundo o tatuador, próximo das mãos pode doer mais, no antebraço menos. Também pode o cliente sentir mais dor nos pontos das articulações, na região do meio do peito, na clavícula. 'Mas se o tatuador consegue conduzir o equipamento, tem a delicadeza na mão e posiciona o cliente de forma adequada dependendo de onde for feita a tatuagem, a dor é amenizada', explica.
Sobre a evolução, Dédé diz que hoje se faz tatuagem de seis a oito horas, cobrindo o antebraço de uma vez só, conforme equipamento que utiliza e qualidade de execução e faz com que relaxe e reduza a dor sem prejudicar a pele. 'Porém, se não for bem orientado, não pegar equipamento correto aí pode gerar consequências', alerta.

QUANTO VALE
O clima de honestidade entre cliente e tatuador deve prevalecer. Dédé diz que muitas pessoas veem na internet algo bonitinho e fazem leilão de pele pra saber o quanto vai custar, sem ter a orientação de que um desenho maior, nem sempre ficará adequado de forma menor e vice versa.
'O pessoal consome basicamente escolhendo sozinho, chega na loja e diz quero fazer isso aqui, quanto custa? Por isso é importante a análise e o diálogo com o tatuador pra saber se realmente vai ficar legal aquele desenho, naquele lugar, porque é para a vida. Dédé explica que é preciso atuar com cuidado e levar em consideração o conjunto da qualidade do desenho, do material e qualidade técnica do profissional. ' tem outra coisa, a tatuagem é pra adultos. É pra vida toda e a personalidade muda seguidamente. Tu tatuar com 15 ou 16 anos é novo demais, porque tu tem que entrar na sociedade, na busca de emprego e ainda existe o preconceito que te julga pelo estético, pelo visual. Aí tu chegou aos 20 e tu muda, a tua personalidade muda. Precisa saber quando colocar a tatuagem na pele e estar consciente que ela vai envelhecer contigo'.

FOCO NAS LINHAS
A tendência tatuada hoje está focada nas linhas, nos detalhes e formas alinhadas. 'É o que a grande massa está consumindo', diz o tatuador. Se tem notado que a tatuagem ganhou uma aceitação maior em pessoas com idade acima de 30, como mães de clientes que vieram acompanhando e acabaram fazendo.
Foi a linha com escrita que a Camila Xavier fez nas costas. Aos 23 anos é a segunda tatuagem focada em mensagens que tem significados para ela. A primeira tatuagem de Camila está nos punhos com a frase 'Zerar e recomeçar', na última semana, o corpo ganhou a segunda marca. A palavra 'Fé' está escrita nas costas. O motivo: 'Porque eu atingi uma de minhas metas e tem que ter fé pra conseguir o que a gente quer', enfatiza dizendo que 'Depois da primeira sempre se quer fazer outra. Quem faz uma, faz duas, três, faz mais' , diz Camila.

Foto: Jaqueline Caríssimi / Folha do MateDédé ressalta a importância da qualidade na hora da escolha do que desenhar na pele
Dédé ressalta a importância da qualidade na hora da escolha do que desenhar na pele 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ideia da tatuagem é contar a tua vida por meio da imagem. É contar um pouco da tua história no teu corpo", Dedé Nunhez, tatuador. 

Ping-Pong

Dicas 'de ouro'

O que usar para melhor cicatrização?
Eu não indico a vaselina. Ainda tem colegas que usam vaselina, banha, outras pomadas, mas é preciso ter cuidado. Até 2005 os produtos não eram regularizados pela Anvisa. Hoje, já existem produtos adequados, mas tudo vai depender investimento do tatuador no processo.

É preferível fazer tatuagem no inverno ou verão?
Se a pessoa vai à praia, pelo menos trinta dias antes não é aconselhável fazer. No inverno é melhor, porque não vais estar expondo o teu corpo ao sol e vais manter a qualidade.

Por que algumas tatuagens ficam esverdeadas?
Tem relação com a qualidade do pigmento. Tatuagem é ligada a confiança e ética profissional. Se o cara é profissional ele corre atrás da melhor tinta, do melhor equipamento.

Existem riscos em tatuar-se?
Perigo está nos meninos mais jovens riscando suas peles com instrumentos inadequados ou perfurando piercing. Há maior risco em pegar hepatite, fungo de pele, dermatite, porque dificilmente não reutilizam a mesma agulha. Não é só estética de desenho, mas lance de saúde. Tatuagem não é brinquedinho.

Existe possibilidade de apagar?
O laser é o moderno para desfazer a tatuagem, mas com um especialista em remoção de tatu. Existem pigmentos como nanquim, tinta de caneta que têm concentração de polímero na formulação, que o laser não consegue desfragmentar para o corpo expulsar. O desconhecimento faz muitas pessoas usaram guache e pigmentos que não são para pele e que são necessárias raspagens de pele, enfim, é preciso ter cuidado porque o corpo pode ter reações.

Quais os cuidados pós tatuagem?
O tecido que tatuei vai morrer e se regenerar no teu corpo. Dependendo do tamanho da tatuagem não regenera em sete dias. Têm estudos e experiências que nos trazem que uma tatuagem grande (que cubra as costas, por exemplo) vai levar quase um ano pra 'sentar' no teu corpo. Teu tecido regenera de 30 a 90 dias dependendo da região. É um processo dermatológico, com desenho aplicado com agulha, perfurei a tua pele, apliquei pigmento na tua pele e vai secar depois de determinado período. E, realmente, dependendo do que fizer, a tatoo pode ficar falhada. Eu diria que 50 por cento do resultado é o cuidado pós tatoo, pois o corpo precisa iniciar a cicatrização. Usa-se plástico filme durante dois dias, com as suas devidas trocas para não umedecer demais a tatuagem e hidrata-se com pomada de tatuagem, que é um complemento para o organismo. Não é bom pegar sol, pois o tecido está em processo de regeneração. Banhos de imersão, sauna, piscina não são aconselháveis.

Do olho do repórter!

Foto: Jaqueline Caríssimi / Folha do MateMais qualidade, menos dor
Mais qualidade, menos dor


Claro que dói, afinal é uma agulha, literalmente, rasgando a tua pele. Mas, nenhuma dor tão insuportável, tanto que, depois da primeira, esta é a segunda tatuagem que faço. Se ficasse trauma, com certeza não faria outra. Foram duas horas, sim, 2 horas....o Dedé fala muito (hehehe) e isso é bom porque faz com que a gente relaxe na hora de ouvir o zunido da máquina de tatoo e de sentir as espetadinhas da agulha. Mão leve, de fino trato, defino o tatuador. Pela abordagem escolhida para a minha pele o trabalho deveria ser de uns 40 minutos, mas como rolou muita conversa se estendeu um pouquinho. As explicações do Dedé (contidas na reportagem) sobre a importância de buscar pela qualidade do trabalho do tatuador, de ter a confiança na pessoa que está fazendo algo em você, na sua pele, no seu corpo, e que ficará para sempre me deixou bem mais segura de ter escolhido o profissional certo para realizar o trabalho. Estar segura foi a condição para realizar o segundo procedimento.
Minha opção foi pelo olho de Hórus tatuado no punho. A figura, para mim, tem um significado ímpar e para a História, em especial do Egito, também. Quando você vê o trabalho pronto, limpinho, perfeito em sua delineação e arte é incentivador para que mais uma tatoo seja feita. É o desenho e seu significado que tomam forma nesta hora. Vai do gosto de cada um, mas a arte de desenhar na pele é parte da história da humanidade e, agora, da minha também.

 

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais