Blog Tudo e Todas

'Turistando no Chile': como tornar a viagem de estudos ainda mais especial

Viagem por: Taiane Kussler em: 29/11/2018 | 19:00

Com a intenção de participar de um evento internacional, a advogada e funcionária pública, Sabrina Santos Lima partiu junto com colegas e amigos do Mestrado e Doutorado em Direito da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) para Santiago, no Chile. Uma viagem bem importante na formação da advogada, que, durante o evento Jornadas Latino-americanas de Direitos Fundamentais, a estudante cumpriu mais uma etapa acadêmica, ao apresentar o projeto de dissertação do Mestrado em Direito.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasVista do Cerro Santa Lucia
Vista do Cerro Santa Lucía

***

Para aproveitar ao máximo a visita ao Chile, o grupo decidiu partir cinco dias antes do evento, que ocorreu de 15 a 20 de outubro deste ano, para 'turistar' pela cidade. Uma escolha decisiva que trouxe experiências marcantes aos estudantes, que puderam usufruir dos pontos turísticos, gastronomia e das belas paisagens de Santiago, fazendo com que o passeio se tornasse ainda mais especial.

A viagem foi ótima, tanto no sentido acadêmico, pela possibilidade de troca de experiências e conhecimento de pesquisas desenvolvidas por vários professores, juízes e pesquisadores de várias partes do mundo; quanto em relação aos passeios, pela experiência cultural, linguística (pois lá o idioma é o espanhol), pelos lugares incríveis que conheci, e, também, pela gastronomia.

Conhecer pessoas de diversas universidade da América Latina e Europa foi apenas um dos pontos positivos da viagem. Mas, a experiência de viajar em grupo também trouxe um siginificado especial para a advogada, de 24 anos.

A parceria para conhecer a cidade e os lugares turísticos; caminhar em conjunto mais tranquilamente no período noturno; divisão de gastos (apartamento e mercado); participação em conjunto no Congresso, discussões em grupo. Tudo isso foi muito importante para a nossa viagem.

Nos primeiros dias em Santiago o grupo saiu pela cidade para conhecer os parques, o Cerro Santa Lucía e Cerro San Cristóbal. 'Neste local, pudemos conferir uma vista deslumbrante de Santiago, ao ver um outro ângulo da cidade vista de cima'. Os turistas também visitaram o Centro Histórico, Mercado Central, praça dos Três Poderes e Templo Bahaí.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasVista do Cerro San Cristbal
Vista do Cerro San Cristbal

Pontos turísticos mais lembrados

Vale Nevado: Há cerca de duas horas de Santiago, o Vale Nevado é um lugar lindo, coberto de neve no período de inverno. É possível ter aulas e praticar ski.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasVale Nevado
Paisagens são ponto de encontro de turistas ao ser as principais atrações em Santiago
Foto: Divulgação / Tudo & Todas
Vale Nevado
Vale Nevado: um verdadeiro cartão postal


Cajón del Maipo:
fica há aproximadamente duas horas de Santiago, mas vale a pena pela vista incrível que o local proporciona. É rodeado de montanhas com neve e com um lago extremamente azul, que reflete a paisagem.

Sky Costanera: cidade de Santiago vista de cima : é o arranha-céu mais alto da América Latina, e de lá você tem uma vista panorâmica de toda a cidade.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasSky Costanera: cidade de Santiago vista de cima
Sky Costanera: cidade de Santiago vista de cima

Museu de Direitos Humanos: conta com um acervo completo do período ditatorial do Chile, com fotos, cartas escritas, instrumentos de tortura utilizados, depoimentos e um memorial com a foto das pessoas desaparecidas no período e que nunca foram encontradas.

Além dos lugares já citados, e da quantidade de parques distribuídos por toda a cidade, Sabrina também indica um passeio ao Patio Bellavista, uma região de bares e restaurantes, bem iluminada e com um ambiente muito agradável para quem gosta de curtir a noite.

Curiosidades de Santiago

Uma das coisas que mais chamou a atenção da estudante durante a visita foi a facilidade e a comodidade do transporte público (metrô), que foi o que o grupo utilizou na maioria das vezes.

Uma boa dica é sempre bom ter consigo moedas, pois as lojas e restaurantes não dão troco. Também é preciso contabilizar no orçamento a chamada gorjeta (propina em espanhol), que é obrigatória, e não facultativa como no Brasil. O normal é que se cobre 10% sobre as refeições.

Bebida e Gastronomia

As refeições tem como base peixes, principalmente salmão e camarão, sendo que a carne de gado não é muito comum. 'A comida é saborosa e bem temperada, mas com um custo alto. A bebida alcoólica típica do Chile é o pisco sour, muito saboroso e lembra a caipirinha brasileira.' A advogada afirma que, um dos restaurantes mais famosos de Santiago é o Giratório, o qual, como o próprio nome indica, gira 360 graus, possibilitando a vista de toda a cidade ao longo do jantar. 'Além dele, o restaurante Mestiço, localizado no interior do parque Bicentenário, também é um dos mais conhecidos de Santiago, e vale a pena conhecer.'

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais