Vídeo: menino de dois anos salva o irmão gêmeo e alerta para o cuidados com móveis no quarto das crianças

Comportamento por: Jéssica Bayer em: 03/01/2017 | 16:00

Um vídeo publicado no YouTube e compartilhado pelo americano Ricky Shoff no Facebook, chamou a atenção de pais pelo mundo nesta terça-feira, dia 3. Nas imagens, os filhos de Ricky, os gêmeos Bowdy e Brock, de apenas 2 anos, aparecem brincando no quarto sozinhos quando tentam 'escalar' uma cômoda. O móvel cai por cima de Brock, deixando-o preso. O irmão é que consegue salvar o pequeno, depois de algumas tentativas de erguer e empurrar o item.

O vídeo não só é impressionante como também traz um alerta para os pais. Por isso, nós conversamos com a arquiteta e urbanista Évelin Boehm e separamos algumas dicas de segurança na hora de pensar em decorar e montar o quarto do bebê:

- Móveis como cômodas e roupeiros merecem atenção especial dos pais. Alguns produtos novos vêm com a opção de 'toque' para abrir, o que pode ser útil se a criança ainda é pequena. Outra alternativa são os puxadores cava, que são discretos e não chamam muito a atenção dos pequenos como um puxador de gaveta tradicional. De preferência, prenda o móvel na parede. Atenção redobrada se as portas do roupeiro forem de correr, elas são verdadeiras guilhotinas aos dedinhos da criança.

- Escolha marcas de confiança e qualidade. O barato, às vezes, pode se tornar caro. Por isso, não se prenda muito a valores e sim, na qualidade e garantia dos produtos para que nenhum incidente desnecessário ocorra.

- A altura do móveis no quarto das crianças deve ser de acordo com a dos pais. Nada de gavetas baixas para facilitar que os pequenos fiquem mexendo. Opte também por portas e gavetas com chaves, para impedir que a criança consiga abrir. Por falar nisso, lembre que as janelas devem possuir travas, grades ou telas de proteção.

- O berço é item indispensável no quarto do bebê. Certifique-se, sempre, de que o produto tem o selo do Inmetro. Se o berço tiver rodinhas, elas precisam ter travas e duas delas devem ser fixas. Não é ideal posicionar o berço embaixo da janela, mas se não tiver outra opção lembre-se de instalar uma rede de proteção. A altura do colchão no berço deve ser confortável para a mãe e adequada a idade do bebê.

Évelin lembrou também que algumas adaptações nos quartos dos filhos ao longo dos anos são fundamentais e imprescindíveis, uma vez que os móveis são pensados pela idade da criança.

Siga o Tudo & Todas nas redes sociais